Voltar para Todos os Eventos

Cinema/Festival: ‘ELEGIA DE UM CRIME’ - FESTIVAL DE BRASÍLIA

‘ELEGIA DE UM CRIME’ SERÁ EXIBIDO NO FESTIVAL DE CINEMA DE BRASÍLIA

Documentário narra a trágica história da família do diretor Cristiano Burlan

“ELEGIA DE UM CRIME”, de Cristiano Burlan, foi selecionado para o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro na seção “Onde Estamos e Para Onde Vamos”. Distribuído pela Vitrine Filmes, o filme é um documentário que investiga o trágico assassinato de Isabel Burlan, mãe do cineasta.
 
Após relembrar a morte do pai em “Construção”(2006) e o assassinato do irmão em “Mataram Meu Irmão” (2013), Burlan investiga o assassinato da mãe. O último filme da “trilogia do luto” procura reconstruir a imagem de Isabel Burlan da Silva mostrando o retrato de um crime cometido pelo próprio namorado, Jurandir Muniz de Alcântara. Impune, o responsável está solto, e a busca pela justiça é o que move a família Burlan.
 
O cineasta mostra, por meio dos depoimentos recolhidos de familiares e amigos, um crime que milhares de mulheres sofrem todos os dias: “Minha mãe foi vítima de feminicídio, é preciso falar cada vez mais sobre isso”, diz Burlan. O criminoso, que agiu por ciúme, enforca a namorada sem dar a chance de defesa.  Jurandir Muniz de Alcântara é foragido da polícia e já havia cometido esse ato anteriormente.
 
Para o diretor, filmar “ELEGIA DE UM CRIME” foi uma maneira de superar e se vingar do crime contra sua mãe. “Fazer filmes é olhar nos olhos do abismo. No “Elegia de um crime” expus partes da minha tragédia familiar, ouvi parentes e amigos, cujos depoimentos trouxeram à tona destinos de diversos personagens, mapeando o histórico de dolorosas feridas emocionais destas pessoas e as minhas próprias”, completa.
 
Sinopse: 
 
Uberlândia, Minas Gerais, 24 de fevereiro de 2011. Isabel Burlan da Silva, mãe do diretor, é assassinada pelo parceiro. ”Elegia de um crime” encerra a “Trilogia do luto”, que aborda a trágica história da família. Diante da impunidade, o filme mergulha numa viagem vertiginosa para reconstruir a imagem e a vida de Isabel.
 
Ficha Técnica:
 
Direção: Cristiano Burlan
Produção: Bella FIlmes
Produção executiva: Priscila Portella
Roteirista: Ana Carolina Marinho e Cristiano Burlan
Duração: 92 min
Classificação indicativa: 14 anos
Ano de produção: 2018
 
SOBRE A VITRINE FILMES
 
Em oito anos, a Vitrine Filmes distribuiu mais de 120 filmes. Entre seus maiores sucessos estão "Aquarius" e "O Som ao Redor", de Kleber Mendonça Filho, "Hoje Eu Quero Voltar Sozinho", de Daniel Ribeiro e o americano "Frances Ha", dirigido por Noah Baumbach, indicado ao Globo de Ouro em 2014.

Em 2017, a Vitrine lançou "O Filme da Minha Vida", terceiro longa como diretor de Selton Mello, e "Divinas Divas", dirigido por Leandra Leal, o documentário mais visto no ano.
 
Alguns dos mais importantes lançamentos deste ano da Vitrine foram "Paraíso Perdido", de Monique Gardenberg, "O Processo", de Maria Augusta Ramos, que já está entre os 10 documentários mais vistos da história do cinema nacional e "Benzinho", dirigido por Gustavo Pizzi e protagonizado por Karine Teles, exibido no Festival de Sundance.