Postagens com tags CCBB
Stephen King é tema de mostra no Centro Cultural Banco do Brasil

STEPHEN KING É TEMA DE MOSTRA NO CCBB

STEPHEN KING: O MEDO É SEU MELHOR COMPANHEIRO exibe 41 produções baseadas nas obras do mestre do terror e 5 longas que o inspiraram.

CCBB Rio de Janeiro - de 24 de julho a 19 de agosto

CCBB São Paulo - de 4 a 30 de setembro

CCBB Brasília- de 8 de outubro a 3 de novembro 

 
O iluminado (1980) - crédito Divulgação/Warner

O iluminado (1980) - crédito Divulgação/Warner

 

O Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro realiza a mostra STEPHEN KING: O MEDO É SEU MELHOR COMPANHEIRO, de 24 de julho a 19 de agosto. Serão exibidas 41 produções, entre filmes, telefilmes e minisséries, baseadas nas obras do autor, além de cinco filmes que foram referência para seu trabalho. Com ingressos a preços acessíveis e algumas sessões gratuitas, a programação conta, ainda, com debates e masterclass com profissionais convidados, além de sessões com acessibilidade (libras e áudio-descrição). Depois do CCBB Rio de Janeiro, a mostra será apresentada no CCBB São Paulo, de 4 a 30 de setembro, e no CCBB Brasília, de 8 de outubro a 3 de novembro. O projeto é patrocinado pelo Banco do Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e conta com curadoria é de Breno Lira Gomes e Rita Ribeiro.   

Com a mostra, o público brasileiro, especialmente os fãs do autor, terá a oportunidade de debater sua obra, discutir sobre o seu processo criativo e analisar as adaptações dos seus livros para o cinema e para a televisão. Além disso, as exibições também pretendem estimular a leitura, já que a grande maioria dos filmes que compõem a seleção são baseados nos livros de Stephen King.  

De acordo com Rita Ribeiro, curadora da mostra, "em suas obras e em seus escritos acadêmicos, King reafirma a influência da literatura e do cinema. Portanto, promover uma mostra que apresente exemplares de sua filmografia e adaptações para a TV é promover um passeio pelos terrores que assustam o homem do século XXI", e completa, "A mostra é também uma oportunidade para se discutir o poder das adaptações literárias para o cinema e a televisão. De como podem ser um sucesso garantido ou um fracasso devastador. Nem sempre os filmes adaptados garantem o seu sucesso tendo como parâmetro a vendagem dos livros".  

No Rio de Janeiro, após a exibição de "Carrie, a Estanha", no dia 24 de julho, será realizado o debate "Stephen King e o Cinema", com os curadores e o crítico Mario Abbade. Já o debate "A Literatura de Terror no Cinema" será no dia 14 de agosto, após a sessão de "Louca Obsessão", com o escritor Raphael Montes e a tradutora Regiane Winarski, além dos curadores. Para participar dos debates gratuitos, é necessário retirar o ingresso com uma hora de antecedência.  


A masterclass, ministrada por Rita Ribeiro, será realizada nos dias 7 e 8 de agosto, das 14h às 16h. Sob o tema "O Horror que nos Rodeia: da Literatura para o Cinema", o curso pretende percorrer a trajetória do horror, investigando as influências de Stephen King e suas contribuições para o gênero e as adaptações de suas obras para o cinema e a TV. As aulas são gratuitas e indicadas para maiores de 16 anos; as inscrições devem ser feitas pelo email stephenkingccbb@gmail.com a partir de 29 de julho. 


"Stephen King é um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção de sua geração. A mostra STEPHEN KING: O MEDO É SEU MELHOR COMPANHEIRO pretende desvendar o fascínio exercido por esse escritor, que teve mais de 350 milhões de livros vendidos e conquistou os principais diretores de Hollywood, que levaram adaptações de suas obras para as telas, como Stanley Kubrick, Brian De Palma, John Carpenter, David Cronenberg, entre outros", comenta Breno de Lira Gomes, curador da mostra.  

 

It, a obra prima do medo (1990) - crédito Divulgação/Warner

It, a obra prima do medo (1990) - crédito Divulgação/Warner

 

LISTA DE FILMES BASEADOS NA OBRA DE STEPHEN KING  
(organizados em ordem alfabética)  

A CRIATURA DO CEMITÉRIO (Graveyard Shift)  
1990, 89 min.  
Direção: Ralph S. Singleton, 1990. Com David Andrews, Kelly Wolf, Stephen Macht, Andrew Divoff, Vic Polizos, Brad Dourif e Dana Packard.   
Adaptação do conto Último Turno, do livro Sombras da Noite. Um operário trabalha à noite numa companhia têxtil infestada de ratos. Por "diversão", ele começa a a jogar os ratos numa máquina trituradora de algodão, até que alguém faz o mesmo com ele. Um patrão desonesto e um exterminador de ratos neurótico de guerra se esforçam para dar cabo dos roedores, contudo uma criatura muito mais perigosa e mortal começa a vitimar várias pessoas até desembocar num labirinto de esgotos e catacumbas.   
Classificação: 18 anos  

A DANÇA DA MORTE (The Stand)  
1994, 360 min.  
Direção: Mick Garris. Com Gary Sinise, Molly Ringwald, Jamey Sheridan e Laura San Giacomo. Uma mutação do vírus da gripe espalha-se mortalmente por inúmeras regiões dos EUA. Dois grupos de pessoas mostram-se imunes. Um, sonha com uma velha senhora num milharal e outro sonha com um ser diabólico. É chegada a hora de escolher de qual lado se vai lutar.   
Classificação: 16 anos  

À ESPERA DE UM MILAGRE (The Green Mile)  
1999, 189 min.  
Direção: Frank Darabont. Com Tom Hanks, ‎Michael Clarke Duncan,‎David Morse e Sam Rockwell. Um sujeito enorme é condenado à morte por assassinar duas gêmeas. Embora professe inocência, sua sentença já foi dada, resta a ele e a seus carcereiros, a espera. Ocorreria algum milagre? Ou... Milagres?   
Classificação: 14 anos  

A HORA DO LOBISOMEM (Silver Bullet)  
1985, 95 min.  
Direção: Daniel Attias. Com Corey Haim, Gary Busey, Terry O'Quinn e Megan Follows.   
Também conhecido como Bala de Prata. Uma série de assassinatos abala uma cidadezinha interiorana. Todos acham ser um serial killer, mas um jovem cadeirante sabe que é algo muito mais mortal...   
Classificação: 16 anos  

A MALDIÇÃO (Thinner)  
1996, 92 min.  
Direção: Tom Holland. Com Robert John Burke, Joe Mantegna e Lucinda Jenney.   
Advogado obeso atropela e mata um cigano e graças a sua influência escapa de cumprir alguma pena. O problema é que a família do cigano roga uma praga para que ele perca peso... mas de uma maneira fatal.   
Classificação: 16 anos  

A METADE NEGRA (The Dark Half)  
1993, 122 min.  
Direção: George A. Romero. Com Thimothy Hutton, Amy Madigan, Michael Hooker e Julie Harris.   
Um escritor de livros de horror adota um pseudônimo. Com o tempo, ele tenta acabar com tal nome, porém este adquire vida própria e começa a ameaçar o escritor e sua família.   
Classificação: 18 anos  

A TEMPESTADE DO SÉCULO (Storm Century)  
1999, 257 min.  
Direção: Craig R. Baxley. Com Becky Ann Baker, Kathleen Chalfant, Adam Zolotin e Adam LeFevre.   
À beira de uma terrível tempestade, os habitantes de uma ilhota veem-se às voltas com um misterioso estranho que parece saber dos segredos de todos por ali...   
Classificação: 14 anos  

ARQUIVO X – EPISÓDIO FEITIÇO (X-Files: EpisodeChinga)  
1998, 44 min.  
Direção: Kim Manners. Com David Duchovny, Gillian Anderson.   
Roteiro do episódio de Stephen King, para série icônica dos anos de 1990. O título do episódio é um coloquialismo espanhol para o termo "Feitiço". A história de uma terrível boneca amaldiçoada e a destruição causada por onde quer que ela passe.   
Classificação: 12 anos   

ÀS VEZES ELES VOLTAM (Sometimes They Come Back)  
1991, 98 min.  
Direção: Tom McLoughlin. Com Tim Matheson, William Sanderson e Nicholas Sadler.  
Professor tentar retornar à cidade onde nasceu e começar do zero, contudo pessoas começam a morrer e até os assassinos de seu irmão, já devidamente mortos, reaparecem.   
Classificação: 18 anos  

CARRIE, A ESTRANHA (Carrie)  
1976, 92 min.  
Direção: Brian De Palma. Com Sissy Spacek, Piper Laurie e John Travolta.   
Sinopse: Adolescente excessivamente tímida tem dificuldades em lidar com sua classe escolar e com os delírios religiosos da mãe. Aos poucos ela percebe que tem certas habilidades especiais que ninguém mais possui.   
Classificação: 16 anos  

CEMITÉRIO MALDITO (Pet Sematary)  
1989, 103 min.  
Direção: Mary Lambert. Com Denise Crosby, Fred Gwynne e Dale Midkiff.   
Uma família vai morar numa casa desolada bem no meio de uma estrada perigosamente movimentada. Com a morte do gato de estimação, coisas muito estranhas começam a acontecer.   
Classificação: 16 anos  

CHAMAS DA VINGANÇA (Firestarter)  
1984, 124 min.  
Direção: Mark L. Lester. Com Drew Barrymore, Heather Locklear, George C. Scott e ArtCarney. A filha de um casal que passou por certas experiências na infância, adquire o poder de manipular o fogo. Logo, ela começa a ser perseguida por uma estranha agência.   
Classificação: 16 anos  

CHRISTINE, O CARRO ASSASSINO (Christine)  
1983, 109 min.  
Direção: John Carpenter. Com Keith Gordon, Alexandra Paul e Harry Dean Stanton.   
Um Plymouth Fury, 1958, vermelho, torna-se a obsessão de um jovem apaixonado por carros antigos. O que ele não esperava é que a recíproca fosse verdadeira. E mortal.   
Classificação: 18 anos  

COLHEITA MALDITA (Children of The Corn)  
1984, 93 min.  
Direção: Fritz Kiersch. Com Linda Hamilton, John Franklin e Peter Horton.   
Uma seita bizarra de crianças se reúne num milharal decidindo quem vive ou morre. Algo de sobrenatural parece estar sempre à espreita.   
Classificação: 16 anos  

COMBOIO DO TERROR (Maximum Overdrive)  
1986, 97 min.  
Direção: Stephen King. Com Stephen King, Emilio Estevez, Laura Harrington e Pat Hingle.   
Vagamente inspirado no conto "Caminhões", mais um do livro "Sombras da Noite", único filme dirigido por Stephen King. Trata-se de uma revolta de máquinas, mais especificamente de grandes caminhões.   
Classificação: 18 anos  

CONTA COMIGO (Stand by Me)  
1986, 89 min.  
Direção: Rob Reiner. Com Will Wheaton, River Phoenix, Corey Feldman e Kiefer Sutherland.   
Um escritor recorda uma perigosa aventura vivida com os amigos no verão de 1959. Ritos de passagem e a mais pura beleza da juventude.   
Classificação: 12 anos  

CREEPSHOW - ARREPIO DO MEDO (Creepshow)  
1982, 100 min.  
Direção: George A. Romero. Com Hal Holbrook, Adrienne Barbeau, Leslie Nielsen e Ted Danson. 

Um pai tira das mãos do filho, a revista Creepshow e joga no lixo. Com o vento abrindo as páginas, revelam-se histórias como a de um pai vingativo morto-vivo, um meteoro que cai numa fazenda afetando a plantação e ao próprio fazendeiro, um casal de adúlteros voltando da morte, uma caixa com algo vivo dentro e um monte de baratas.   
Classificação: 18 anos  

CUJO (Idem)  
1983 164 min.  
Direção: Lewis Teague. Com Dee Wallace e Ed Lauter.   
Um dócil cão São Bernardo, mordido por um morcego-vampiro, torna-se um monstro terrível, aprisionando uma mulher e seu filho dentro de um carro quebrado, sob um calor escaldante.  
Classificação: 16 anos  

DESESPERO (Stephen King's Desperation)  
2006, 131 min.  
Direção: Mick Garris. Com Tom Skerritt, Ron Perlman, Annabeth Gish e Charles Durning.  
Casal cruzando a estrada é detido por porte de maconha, pela figura pra lá de sinistra de um xerife, aparentando desequilíbrio. Paulatinamente eles vão percebendo que algo sobrenatural ronda aquele sujeito e sua cidade...   
Classificação: 16 anos  

ECLIPSE TOTAL (Dolores Claiborne)  
1995, 132 min.  
Direção: Taylor Hackford. Com Kathy Bates, Jennifer Jason Leigh,Judy Parfitt e Christopher Plummer.   
Uma jornalista investiga a vida de uma viúva suspeita de matar duas pessoas. Mal sabe ela que isso provocará mudanças em sua própria vida.   
Classificação: 16 anos  

IT, A COISA (It)  
2017, 134 min.  
Direção: Andrés Muschietti. Com Bill Skarsgård, Finn Wolfhard, Javier Botet e Nicholas Hamilton.   
Segunda adaptação do livro homônimo de Stephen King.Por séculos, o palhaço assassino Pennywise persegue os moradores de uma pequena cidade, até que um grupo de garotos decide enfrentá-lo custe o que custar...   
Classificação: 16 anos  

IT - UMA OBRA PRIMA DO MEDO (It)  
1990, 192 min.  
Direção: Tommy Lee Wallace. Com Tim Curry, Richard Thomas, Seth Green e Anette O'Toole.   
Um grupo de crianças defronta-se com o Mal encarnado num aterrorizante indivíduo vestido de palhaço. Por muito pouco o grupo sobrevive. Agora, trinta anos depois, ele está de volta. E o grupo precisa formar-se novamente.   
Classificação: 14 anos  

LEMBRANÇAS DE UM VERÃO (Hearts in Atlantis)  
2001, 101 min.  
Direção: William Goldman. Com Anthony Hopkins, Anton Yelchin e Mika Boorem.  
Baseado num dos livros mais vendidos de Stephen King. A convivência de um jovem com um homem idoso e misterioso transforma-lhe completamente a visão de vida.   
Classificação: 14 anos  

LOUCA OBSESSÃO (Misery)  
1990,0 107 min.  
Direção: Rob Reiner. Com Kathy Bates, James Caan e Lauren Bacall.   
Famoso escritor sofre sério acidente próximo à casa de sua fã número um. Ela se compromete a cuidar dele, quando acaba tendo acesso a seu próximo livro e descobre que sua personagem preferida irá morrer...   
Classificação: 14 anos  

MONTADO NA BALA (Riding The Bullet)  
2004, 98 min.  
Direção: Mick Garris. Com Jonathan Jackson, David Arquette e Barbara Hershey.   
Após o falecimento do pai e de tentar o suicídio por conta de uma namorada, sujeito acaba fascinado pela ideia de morte. Ao socorrer sua mãe, a ida ao hospital torna-se uma jornada bizarra de pânico e mistério.   
Classificação: 16 anos  

NA HORA DA ZONA MORTA (The Dead Zone)  
1983, 100 min.  
Direção: David Cronenberg. Com Christopher Walken, Martin Sheen e Brooke Adams.  
Após sofrer um grave acidente, professor de literatura desperta de um longo coma e começa a adivinhar o futuro das pessoas, na forma de tragédias.   
Classificação: 12 anos  

O APANHADOR DE SONHOS (Dreamcatcher)  
2003, 136 min.  
Direção: Lawrence Kasdan. Com Morgan Freeman, Jason Lee e Thimothy Olyphant.   
Os mistérios da mente humana, uns terríveis parasitas alienígenas e um militar beirando a insanidade. Um grupo de amigos em guerra contra a destruição do planeta.   
Classificação: 14 anos  

O APRENDIZ (Apt Pupil)  
1998, 111 min.  
Direção: Bryan Singer. Com Ian McKellen, Brad Renfro, Joshua Jackson, Mickey Cottrell e Michael Reid.   
Um jovem descobre-se fascinado pela história do nazismo, até que esse fascínio assume conotações perigosas, quando ele descobre que um velho vizinho é um comandante nazista procurado pela polícia.   
Classificação: 18 anos  

O ILUMINADO (The Shinning)  
1980, 120 min.  
Direção: Stanley Kubrick. Com Jack Nicholson, Shelley Duvall, Scatman Crothers e Danny Lloyd.

Escritor em crise, aceita a proposta de, junto à esposa e o filho pequeno, hospedar-se num hotel afastado, durante um rigoroso inverno. Ali, ele terá todo o isolamento necessário para escrever... Mas, estarão mesmo isolados?   
Classificação: 16 anos  

O ILUMINADO (The Shinning)  
1997, 273 min.  
Direção: Mick Garris. Elliott Gould, Melvin Van Peebles, Pat Hingle e Rebecca De Mornay.  
A adaptação mais fiel do livro de Stephen King. Produzido para a TV. Escritor em recuperação de alcoolismo torna-se o zelador de um hotel amaldiçoado, levando consigo a esposa e o filho.  
Classificação: 16 anos  

O NEVOEIRO (The Mist)  
2007, 126 min.  
Direção: Frank Darabont. Com Thomas Jane, Laurie Holden e Marcia Gay Harden.   
Numa cidade do interior, uma tempestade traz misteriosa neblina. Um pintor e seu filho refugiam-se num pequeno mercado e observam que do tal nevoeiro saem terríveis criaturas assassinas.   
Classificação: 16 anos  

O SOBREVIVENTE (The Running Man)  
1987, 101 min.  
Direção: Paul Michael Glaser. Com Arnold Schwarzenegger, Yaphet Kotto, María Conchita Alonso.   
Em 2017, durante um colapso econômico, os EUA vivem sob um estado policial e autoritário. Um programa de TV de muita audiência é um reality show mortal chamado O Sobrevivente.   
Classificação: 16 anos  

OLHOS DE GATO (Cat'sEye)  
1985, 94 min.  
Direção: Lewis Teague. Com Drew Barrymore, James Woods e Alan King.   
Três histórias: uma terrível clínica para fumantes, uma aposta entre um marido e o amante da esposa e uma criança perseguida por uma monstruosa criatura. Duas destas histórias são do livro Sombras da Noite.   
Classificação: 16 anos  

OS VAMPIROS DE SALEM (Salem'sLot)  
1979, 184 min.  
Direção: Tobe Hooper. Com James Mason, David Soul e Lance Kerwin.   
No interior dos EUA, um escritor começa a investigar misteriosos assassinatos, enquanto sua cidade vai aos poucos sendo infestada por vampiros.   
Classificação: 14 anos  

PACTO MALIGNO (Mercy)  
2014, 79 min.  
Direção: Peter Cornwell. Com Chandler Riggs, Frances O'Connor, Dylan McDermott, Mark Duplass e Hana Hayes.   
Uma mãe solteira e seus dois filhos se mudam para uma velha casa de uma avóque teve derrame, o que resultou em sequelas psicológicas e físicas. E o que se torna cada vez mais sabido é que a tal senhora pode guardar segredos. E segredos terríveis.   
Classificação: 16 anos  

PESADELOS E PAISAGENS NOTURNAS (Nightmares and Dreamscapes)   
2006, Vol 1 - 153 min., Vol 2 - 134 min., Vol 3 - 89 min.  
Direção: Rob Bowman e Mikael Salomon. Com William Hurt, William H. Macye, Tom Berenger.  
Baseado em oito contos do livro homônimo, histórias curtas que vão de brinquedos assassinos a uma cidade sem saída, um personagem literário, o sonho de um mundo em paz, uma pintura que ganha vida e um tesouro escondido, o veneno de cobra e lendas mortas do rock. Classificação: 16 anos  

SACO DE OSSOS (Bag of Bones)  
2012, 157 min.  
Direção: Mick Garris. Com Pierce Brosnan, Melissa George e Annabeth Gish.   
Célebre escritor não consegue superar a morte da esposa e procura paz e sossego numa cabana próxima a um lago, onde conhece uma jovem viúva e sua filha. Isso até os fantasmas começarem a aparecer...   
Classificação: 16 anos  

SONÂMBULOS (Sleepwalkers)  
1992, 91 min.  
Direção: Mick Garris. Com Mädchen Amick, Brian Krause, Alice Krige e Ron Perlman.   
Adolescente se apaixona por um jovem misterioso no colégio, sem saber que ele e sua mãe se alimentam da vitalidade de garotas virgens. Incesto e um toque de erotismo, numa trama surpreendente.   
Classificação: 16 anos  

TROCAS MACABRAS (Needful Things)  
1993, 120 min.  
Direção: Fraser Clarke Heston. Com Max Von Sidow, BonnieBedelia, Ed Harris e Amanda Pkummer.   
Um antiquário abre suas portas numa pequena e pacata cidade. Seu proprietário parece saber o desejo de cada habitante e acaba satisfazendo-os com uma condição: que um morador pregue uma peça no outro. Logo a cidade é tomada por inúmeros incidentes fatais.   
Classificação: 16 anos  

UM SONHO DE LIBERDADE (Shawnshawk Redemption)  
1994, 142 min.  
Direção: Frank Darabont. Com Tim Robbins, Morgan Freeman, Bob Gunton e William Sadler.   
A vida dura do presídio. Condenado a duas penas perpétuas, pela morte da esposa e do amante dela, sujeito inocente passa duras fases na cadeia, enquanto planeja sua fuga.   
Classificação: 16 anos  

VOO NOTURNO (RedEye)  
1997, 85 min.  
Direção: Mark Pavia. Com Miguel Ferrer, Julie Entwisle, Dan Monahan e Michael H. Moss.  
Repórter sensacionalista investiga um serial killer de pilotos que bem pode ser um... Vampiro!  
Classificação: 14 anos  

LISTA DE FILMES REFERÊNCIA PARA STEPHEN KING  
(organizados em ordem alfabética)  

A AMEAÇA QUE VEIO DO ESPAÇO (It Came From Outer Space)  
1953, 81 min.  
Direção: Jack Arnold. Com Richard Carlson, Barbara Rush, Charles Drake, Joe Sawyer, Russell Johnson e Kathleen Hughes 

Vagamente inspirado no conto The Meteor de Ray Bradbury. Um professor testemunha a queda de um meteoro no deserto do Arizona. O tal meteoro revela-se na verdade, uma nave extraterrestre, pilotada por seres monstruosos, contudo de índole aparentemente pacífica. Mesmo assim, sua forma física assusta, o que os obriga a metamorfosear-se em humanos, tornando a situação cada vez mais drástica.   

DESAFIO DO ALÉM (The Haunting)   
1963, 114 min.  
Direção: Robert Wise. Com Julie Harris, Claire Bloom, Richard Johnson, Russ Tamblyn, Fay Compton e Rosalle Crutchley 

Inspirado no romance Assombração da Casa da Colina, de Shirley Jackson, este filme é uma referência para o tema "Mansão mal-assombrada". Três pessoas são recrutadas para passar uns dias no referido imóvel, a estudar seus fenômenos. Entre a ciência e o sobrenatural, este trio terá de lutar pela própria sanidade e sobrevivência.   

HALLOWEEN, A NOITE DO TERROR (Halloween)  
1978, 91 min.  
Direção: John Carpenter. Com Donald Pleasence, Jamie Lee Curtis, Tony Moran, Nancy Kyes, P.J. Soles, Charles Cyphers, Kyle Richards, Brian Andrews e John Michael Graham  
No dia do feriado de Halloween, um jovem assassina sua irmã a facadas. Um tanto atordoado, o garoto é levado ao manicômio em caráter definitivo. Anos depois, já adulto, ele consegue escapar e retorna à cidade onde tudo começou, em busca de mais vítimas. Obra que praticamente inaugurou o (sub) gênero "assassino imortal".   

O MONSTRO DO ÁRTICO (The Thing from Another World)  
1951, 87 min.  
Direção: Christian Nyby, Howard Hawks. Com Kenneth Tobey, Margaret Sheridan, James Arness, Robert Cornthwaite, James Young e Dewey Martin 

Adaptado do conto "Who GoesThere!" de John W. Campbell Jr. Criatura alienígena hibernando nalgum lugar do círculo polar ártico, é despertada por uma expedição e começa uma trilha de violência e mortes. Clássico de ficção científica e horror.   

VAMPIROS DE ALMAS (Invasion of the Body Snatchers)  
1956, 80 min.  
Direção: Don Siegel. Com Kevin McCarthy, DanaWynter, Larry Gates, King Donovan, Carolyn Jones, Jean Willes, Ralph Dumke, Virginia Christine e Tom Fadden   
Uma das obras mais adaptadas para o cinema (até o momento teve quatro adaptações), baseada no livro The Body Snatchers, de Jack Finney. 

Numa pequena cidade fictícia, sementes vindas do espaço entranham-se no solo de toda a Terra, desenvolvendo-se como grandes vagens e tomando formas humanas, substituindo aos poucos a população do planeta. Clássico cuja temática foi relacionada à invasão do comunismo, uma grande paranoia de então.    

SOBRE O CCBB-RJ  
Inaugurado em 12 de outubro de 1989, o Centro Cultural Banco do Brasil celebra 30 anos de atuação com mais de 50 milhões de visitas. Instalado em um edifício histórico, projetado pelo arquiteto do Império, Francisco Joaquim Bethencourt da Silva, o CCBB é um marco da revitalização do centro histórico da cidade e mantém uma programação plural, regular, acessível e de qualidade. Mais de três mil projetos já foram oferecidos ao público nas áreas de artes visuais, cinema, teatro, dança, música e pensamento. Desde 2011, o CCBB incluiu o Brasil no ranking anual do jornal britânico The ArtNewspaper, projetando o Rio entre as cidades com as mostras de arte mais visitadas do mundo. Agente fomentador da arte e da cultura brasileira, segue em compromisso permanente com a formação de plateias, incentivando o público a prestigiar o novo e promovendo, também, nomes da arte mundial.    

SERVIÇO  
STEPHEN KING: O MEDO É SEU MELHOR COMPANHEIRO  
Realização: Centro Cultural Banco do Brasil  
Local: Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro  
Data: de 24 de julho a 19 de agosto de 2019  
Endereço: Rua Primeiro de Março 66, Centro, tel (21) 3808-2020   
Salas de Cinema 1 (98 lugares)  e 2 (50) lugares  
Ingressos: R$10,00 (inteira) / R$5,00 (meia)  
www.twitter.com/ccbb_rj - www.facebook.com.br/ccbb.rj  

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo recebe mostra 'VERA CHYTILOVÁ: A GRANDE DAMA DO CINEMA TCHECO'

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL SÃO PAULO RECEBE A MOSTRA ‘VERA CHYTILOVÁ: A GRANDE DAMA DO CINEMA TCHECO’

Com curadoria de Rosa Monteiro, CCBB-SP exibe 20 longas e 6 curtas da diretora, de 24 de abril a 13 de maio, além de promover debates e masterclass com professores e críticos de cinema

O Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo realiza a mostra VERA CHYTILOVÁ: A GRANDE DAMA DO CINEMA TCHECO, de 24 de abril a 13 de maio. Serão exibidos 20 longas-metragens de ficção e não-ficção, a maioria inédita no Brasil, e 6 curtas, em duas sessões especiais. Com meia entrada em todas as sessões para clientes do Banco do Brasil, a programação conta, ainda, com debates e masterclass com profissionais convidados, além de sessões com acessibilidade (libras e audiodescrição) e gratuitas para alunos da rede pública de ensino. Antes de chegar ao CCBB São Paulo, a mostra passa pelo CCBB Brasília até 14 de abril, e depois pelo CCBB Rio de Janeiro, de 17 de abril a 6 de maio.

 

De acordo com a curadora da mostra, Rosa Monteiro, “essa é uma oportunidade única para o público conhecer a obra completa dessa consagrada diretora que, apesar do reconhecimento mundial e relevância artística, teve poucos filmes que chegaram ao Brasil”.

 

Entre os longas inéditos, destaque para ‘Armadilhas’, vencedor do prêmio Elvira Notari no Festival de Veneza de 1998, ‘O Chalé do Lobo’, que concorreu ao Urso de Ouro no Festival de Berlim de 1987 e ‘Fruto do Paraiso’, que foi exibido no Festival de Cannes em 1970.

 

A masterclass com a jornalista, professora e filmaker paulista, Joyce Pais, será realizada no dia 3 de maio (sexta-feira), às 19h. Já no sábado, 4 de maio, haverá debate sobre a obra da diretora, com a participação da curadora da mostra, Rosa Monteiro, de Joyce Pais e da jornalista e editora do site Mulher no Cinema, Luísa Pécora. Ambas as atividades são gratuitas e para participar é necessário retirar senha na bilheteria do cinema, uma hora antes.

 

Vera Chytilová foi uma revolucionária da cinematografia tcheca. O início de sua carreira foi durante o governo da União Soviética na Checoslováquia e o clima político teve forte impacto em seu trabalho. Seus filmes eram permeados por humor negro, crítica social e sátiras sobre o regime comunista, dando início ao que se chamou posteriormente de Nouvelle Vague Tcheca.

 

Quando a liberdade artística foi tolhida pelo governo, Vera foi uma das poucas a resistir e continuar produzindo em seu próprio país. O longa ‘Pequenas Margaridas’, de 1966, que poderá ser conferido na mostra VERA CHYTILOVÁ: A GRANDE DAMA DO CINEMA TCHECO, foi o que a tornou conhecida internacionalmente, ao fazer críticas ao regime comunista e à misoginia, temas que a acompanharam tornando-se marcas de seu trabalho.

 

Os filmes de Chytilová não dissociam a visão subjetiva (e subjetivista) da mulher moderna de uma objetividade crítica feminista. Suas personagens são prisioneiras das palavras dos homens, da linguagem e do julgamento masculinos - nesse sentido, seria uma cineasta antipatriarcal. Com o passar dos anos, suas produções se tornaram menos experimentais, mas nunca perderam as características subversivas e os elementos de paródia do estilo de vida e cotidiano da Checoslováquia. Até o fim de sua carreira, Vera lutou intensamente em sua tentativa de produzir arte dentro de um meio complexo e asfixiante de intensa censura, no qual mesmo os diretores homens mais respeitados do país sofriam. Ela resistia a rótulos e quando questionada sobre o feminismo dizia: “Eu era ousada o suficiente para querer liberdade absoluta - mesmo se isso fosse um erro”.

 

vera.jpg

SOBRE VERA CHYTILOVÁ

 

Vera Chytilová nasceu em 2 de fevereiro de 1929, em Ostrava, Tchecoslováquia (atualmente, República Checa). Depois de trabalhar como modelo, assistente de produção e claqueteira, foi aceita na renomada Academia Superior de Cinema de Praga, a FAMU, na qual veio a estudar com diretores como JIfi Menzel, Jan Nemec Ji e Milos Forman.

 

Seu primeiro filme que teve expressão internacional foi “Pequenas Margaridas” (1966), que criticava o governo comunista e a misoginia. Após a invasão da União Soviética passou a ser impossível para Chytilová encontrar trabalho e ela passou a dirigir comerciais sob o nome de seu marido, Jaroslav Kučera. Mesmo após esse hiato, sua produção prosseguiu até os anos 2000. Até o fim de sua carreira, Vera lutou intensamente em sua tentativa de produzir arte dentro de um meio complexo e asfixiante de intensa censura no qual mesmo os diretores homens mais respeitados do país sofriam.

 

LISTA DE FILMES

 

LONGAS-METRAGENS

(organizados em ordem alfabética)

 

ALGO DIFERENTE (O něčem jiném)

82 min, 1963, Tchecoslováquia, 35mm e Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Jirí Pokorný / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Vladimir Bosak, Eva Bosáková

Sinopse: Duas histórias, uma documental, outra ficcional, desenrolam-se em paralelo: os preparativos da ginasta Eva Bosáková para o seu último campeonato mundial e a dona de casa Vera, que assume todo o trabalho doméstico de seu lar. As pressões sofridas por Eva e a falta de reconhecimento na vida de Vera são colocadas lado a lado, assim como os dois mundos igualmente dominados pelos homens.

 

ARMADILHAS (Pasti, Pasti, Pastičky)

112 min, 1998, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová, Tomás Hanák, Eva Kacírková, Michal Laznovsky

Elenco principal: Zuzana Stivínová, Miroslav Donutil, Tomás Hanák

Sinopse: Dois homens raptam e estupram uma jovem mulher para quem dão carona, sem saber que ela era uma veterana de guerra. Ela os droga e remove seus testículos. Drama que mescla momentos de humor absurdo com protestos políticos.

 

BANIDOS DO PARAÍSO (Vyhnání z Ráje)

125 min, 2001, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Viktor Shwarcz / roteiro: Věra Chytilová, Bolek Polívka, Desmond Norris

Elenco principal: Bolek Polívka, Jan Antonín Pitínský, Milan Steindler

Sinopse: Nada parece dar certo para Rosta, um cineasta que está dirigindo um filme chamado "Paradiso" em uma praia nudista. Desde o primeiro dia de filmagem ele se encontra em situações de conflito com sua equipe, seu elenco e sua esposa. Comédia ousada que cita elementos do filme anterior de Chytilová, Frutos do Paraíso.

 

O BOBO DA CORTE E A RAINHA (Sasek a Kralóvna)

112 min, 1987, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Miroslav Smrcek / roteiro: Věra Chytilová, Bolek Polívka

Elenco principal: Bolek Polívka, Chantal Poullain, Jirí Kodet

Sinopse: O filme, uma sátira de elementos quixotescos, alterna entre personagens reais e os seus correspondentes fantasiosos: um morador de um pequeno vilarejo tcheco ajuda um casal alemão a procurar javalis selvagens, enquanto em uma narrativa paralela um bobo-da-corte entretém um rei alemão e sua esposa francesa.

 

CALAMIDADE (Kalamita)

96 min, 1981, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Bohumil Pokorný / roteiro: Věra Chytilová, Josef Silhavý

Elenco principal: Bolek Polívka, Dagmar Bláhová, Jana Synková

Sinopse: Tour de force sobre a vida cotidiana no final da Tchecoslováquia, realidade que Chytilová conhecia intimamente.  Calamidade também marca a primeira colaboração da diretora com o dramaturgo Bolek Polívka, que entraria em muitos dos seus filmes.

 

O CHALÉ DO LOBO (Vicl Bouda)

92 min, 1986, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová, Daniela Fischerová

Elenco principal: Miroslav Machácek, Tomás Palatý, Stepánka Cervenková

Sinopse: Ficção. A única incursão de Chytilová no terror adolescente tem também uma pitada de ficção científica. Um grupo de adolescentes faz uma viagem de esqui supervisionado por instrutores estranhos. Uma avalanche os isola do mundo e os suprimentos são limitados. Cruzamento peculiar entre filme de gênero, fábula e alegoria política.

 

CHYTILOVÁ VERSUS FORMAN (Chytilová Versus Forman)

84 min, 1981, Bélgica, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Milos Forman

Sinopse: Documentário. Um combate intelectual entre dois artistas drasticamente distintos: um permanentemente inseguro, frustrado e que questiona tudo, outra uma surpreendente contadora de histórias perfeitamente em paz, pouco ligada à introspecção e confiante na intuição.

 

OS CIDADÃOS DE PRAGA ME ENTENDEM (Mí Pražané Mi rozumějí)

60 min, 1991, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Vera Lastuvkova / roteiro: Věra Chytilová, Zdenek Mahler

Elenco principal: Milan Steindler, Tereza Kucerová, Lenka Loubalová

Sinopse: Uma comédia maliciosa em que Chytilová relaciona o legado de Mozart com a arquitetura contemporânea de Praga, através de um relato ficcional da estadia do compositor na cidade. O filme nega qualquer verossimilhança ou relação com fatos históricos.

 

CONJUNTO HABITACIONAL (Panelstory aneb jak se Rodí Sídliště)

96 min, 1979, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Miroslav Smrcek / roteiro: Věra Chytilová, Eva Kacírková

Elenco principal: Lukás Bech, Antonín Vanha, Eva Kacírková

Sinopse: Em Praga, um senhor perambula por um conjunto habitacional mal sinalizado e ainda em construção, procurando o bloco para onde ele irá se mudar com a família de sua filha. O ancião oriundo do campo gosta de conversar, nada escapa de seus olhos e ele quer dar a todos uma ajuda.

 

FRUTO DO PARAÍSO (Ovoce stromu rajských jíme)

96 min, 1970, Tchecoslováquia / Bélgica, 35mm e Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Pavel Jurácek, Jaroslav Kucera, Bronka Ricquier / roteiro: Věra Chytilová, Ester Krumbachová

Elenco principal: Jitka Nováková, Karel Novak, Jan Schmid

Sinopse: Eva é uma jovem obcecada por um homem vestido de vermelho, que não se sabe quem é, o que faz, e se apresenta algum perigo. Até o dia em que Eva e seu namorado passam o dia em um spa surrealista, onde deparam-se com a Tentação. Fábula visual que recria de forma alegórica e psicodélica a história de Adão e Eva, é um filme cheio de sobreposições de cores, colagens e texturas.

 

A HERANÇA (Dedictví aneb Kurvahosigutntag)

120 min, 1992, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Jirí Jezek, Pavel Solc / roteiro: Věra Chytilová, Bolek Polívka

Elenco principal: Bolek Polívka, Miroslav Donutil, Anna Pantuckova

Sinopse: Um caipira herda milhões e vai para a cidade, deixando sua vila para ir viver como rico na República Tcheca pós-comunista. Colaboração entre Chytilová e Polívka, que co-escreveu o argumento e interpretou o protagonista, o filme é uma comédia politicamente incorreta e um registro impagável da transição da antiga Tchecoslováquia para o capitalismo selvagem, a busca por dinheiro fácil e alpinismo social.

 

JORNADA - UM RETRATO DE VERA CHYTILOVÁ  (Cesta - Portret Věra Chytilová)

54 min, 2004, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Jasmina Bralic / produção: Kateřina Černá / roteiro: Jasmina Bralic

Sinopse: Documentário intimista sobre a cineasta Věra Chytilová. Dessa vez por trás das câmeras, ela fala sobre como chegou ao cinema, sua vida pessoal e sua carreira.

 

MOMENTOS AGRADÁVEIS (Hezké Chvilky bez Záruky)

113 min, 2006, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Adam Polák / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Jana Janeková, Jana Krausová, Bolek Polívka

Sinopse: Apesar de ela própria estar à beira de um esgotamento nervoso, a psicóloga Hana atende um grupo de pacientes complexos. O última longa-metragem de Chytilová é uma tragicomédia humana e uma história de tormento diário.

 

AS PEQUENAS MARGARIDAS (Sedmikrásky)

73 min, 1966, Tchecoslováquia, 35mm e Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Karel Lier / roteiro: Věra Chytilová, Ester Krumbachová, Pavel Jurácek

Elenco principal: Ivana Karbanová, Jitka Cerhová, Marie Cesková

Sinopse: Duas garotas, ambas chamadas Marie, reconhecem que o mundo está corrompido e decidem embarcar em uma série de brincadeiras destrutivas que consomem e destroem o que está ao redor delas. Carro-chefe da Nouvelle Vague Tcheca, o filme é um exercício audiovisual extravagante, anarquista e dadaísta, com uma explosão de cores psicodélicas e símbolos do inconsciente. A diretora definiu o filme como “uma farsa filosófica feminista”.

 

PÉROLAS DAS PROFUNDEZAS (Perlicky na dne)

106 min, 1965, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Jiří Menzel, Jan Němec, Evald Schorm, Věra Chytilová, Jaromil Jireš / produção: Frantisek Sandr / roteiro: Jiří Menzel, Jan Němec, Evald Schorm, Věra Chytilová, Jaromil Jireš

Elenco principal: Pavla Marsálková, Ferdinand Kruta, Alois Vachek

Sinopse: Cinco curtas baseadas em cinco histórias de Bohumil Hrabal. O segmento de Chytilová, "Na Cafeteria do Mundo", talvez seja o mais sombrio e surreal. Dois acontecimentos têm lugar numa cantina ao mesmo tempo: uma mulher jovem morre enquanto se realiza um banquete de casamento.

 

PRAGA - O INCANSÁVEL CORAÇÃO DA EUROPA (Praha - neklidné srdce Evropy)

60 min, 1984, Tchecoslováquia / Itália, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Miroslav Machácek

Sinopse: Este documentário autoral de Vera Chytilová tem o formato de um ensaio sobre uma cidade dos tempos antigos que adota um estilo de vida moderno. Os temas em foco são analisados através de uma divisão inusitada: paganismo, expansão do cristianismo, a renascença e o barroco são colocados lado a lado com suas ramificações e consequências na vida moderna de Praga.

 

PROCURANDO ESTER (Pátráni po Ester)

119 min, 2005, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Vratislav Slajer / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Ester Krumbachová, Vera Chytilová, Ivan Balada

Sinopse: Ester Krumbachová colaborou com Chytilová nos seus projectos mais célebres, como Pequenas Margaridas, Fruto do Paraíso e A Tarde do Fauno, além de ter realizado um filme como diretora. Coração e alma da Nouvelle Vague Tcheca, Krumbachová sempre inspirou os que a rodeavam. Agora Chytilová se pergunta: quem era Ester?

 

TAINTED HORSEPLAY (Kopytem Sem, kopytem tam)

129 min, 1988, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Zbynek Hloch / roteiro: Věra Chytilová, Pavel Skapík

Elenco principal: Tomás Hanák, Milan Steindler, David Vávra

Sinopse: Para três amigos a vida é uma diversão sem fim. Conquistam garotas aos montes indo de festa em festa, até que descobrem que um deles é soropositivo. Primeiro filme do bloco do leste sobre AIDS, Tainted Horseplay é considerado um dos filmes do ciclo “mulherengo” de Chytilová.

 

TOMAS GARRIGUE MASARYK (TGM Osvoboditel)

61 min, 1990, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Tomas Garrigue Masaryk

Sinopse: A vida de Tomáš Garrigue Masaryk, o primeiro presidente eleito da Tchecoslováquia depois da queda do império austro-húngaro em 1918. Material audiovisual de arquivos, fotos e dramatizações de sua infância tecem uma história intimamente ligada ao passado do país.

 

VÔOS E QUEDAS (Vzlety a Pády)

110 min, 2000, República Tcheca, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Václav Chochola, Karel Ludwig, Zdenek Tmej

Sinopse: Documentário pouco conhecido  sobre a cultura oculta do mundo artístico tcheco da primeira metade do século XX. Um capítulo crucial da obra de de não-ficção de Chytilová sobre a Tchecoslováquia, dessa vez por meio das vidas de três fotógrafos tchecos: Václav Chochola, Karel Ludwig e Zdeněk Tmeje. Chytilová regressa aos locais de Pérolas das Profundezas, filme de sua juventude.

 

CURTAS-METRAGENS

(organizados por sessão)

 

Sessão Curtas 1

16 anos | 107 min. | Blu-ray

 

GREEN STREET (Zelená ulice)

9 min, 1960, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Sinopse: Um enorme comboio de mercadorias com 68 vagões, 140 eixos e 18 mil toneladas de carga sai de Praga. Um elaborado exercício de montagem feito a partir de imagens espetaculares.

 

MIADO (Kocicina)

11 min, 1960, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová, Jan Hartmann

Sinopse: Chytilová inspira-se nos escritos de Franz Kafka em um raro exemplo de adaptação literária em um de seus filmes. O Sr. K guarda jóias roubadas em casa e raramente deixa sua esposa usá-las. Um vizinho curioso, o Sr. B, faz uma visita de surpresa. Um gato observa tudo.

 

TETO (Strop)

42 min, 1961, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová, Pavel Jurácek

Sinopse: Aqui o foco de Chytilová é em uma modelo, alguém constantemente vestida e preparada para ser observada e analisada. Ao expor o crescente aborrecimento e desconforto físico de sua protagonista, a diretora explora também as nuances do controle masculino presente no universo da moda.

 

SACO DE PULGAS (Pytel blech)

45 min, 1962, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Sinopse: O filme mostra o dia-a-dia de um internato numa pequena e típica cidade na Tchecoslováquia socialista. Jana se rebela contra a estrutura rígida do instituto e é admirada por Eva, recém-chegada ao local.

 

Sessão Curtas 2

16 anos | 57 min. | Blu-ray

 

CAMARADA (Kamarádi)

41 min, 1971, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Elenco principal: Jirí Kodet, Jan Kanyza, Václav Knop

Sinopse: Chytilová foi proibida de realizar filmes durante 6 anos. A única exceção foi este filme, pouco conhecido pelo grande público e exibido em raras ocasiões. Produzido para a televisão, relata uma tensa história sobre três soldados e um disparo fatídico.

 

O TEMPO É INEXORÁVEL (Cas je neúprosný)

16 min, 1978, Tchecoslováquia, Blu-ray, 16 anos

Direção: Věra Chytilová / produção: Věra Chytilová / roteiro: Věra Chytilová

Sinopse: Chytilová trata as histórias de um grupo de idosos com o máximo respeito e tato e forja uma rica experiência, tão visual quanto visceral, através de técnicas de montagem intrincadas. Ao mesmo tempo, começa a dar forma à suas ruminações posteriores sobre idade e o sentido da vida.

PROGRAMAÇÃO

 

24/4 (quarta-feira)

17h30 - Sessão Curtas 1: Green Street, Miado, Teto e Saco de Pulgas

20h - Jornada - Um Retrato de Vera Chytilová

 

25/4 (quinta-feira)

15h30 - Pérolas das Profundezas

19h - Procurando Ester

 

26/4 (sexta-feira)

15h30 - Voos e Quedas

18h - Sessão Curtas 2: Camarada e O Tempo é Inexorável

19h30 - Chytilová versus Forman

 

27/4 (sábado)

17h – Armadilhas

19h30 - As Pequenas Margaridas

 

28/4 (domingo)

16h - Fruto do Paraíso

18h - Algo Diferente

 

29/4 (segunda-feira)

14h30 - Chytilová versus Forman

16h30 - O Bobo da Corte e a Rainha

19h - O Chalé do Lobo

 

1/5 (quarta-feira)

15h - Praga - O Incansável Coração da Europa

16h30 - Momentos Agradáveis 

19h - Conjunto Habitacional

 

2/5 (quinta-feira)

16h - Banidos do Paraíso

18h50 - Tainted Horseplay

 

3/5 (sexta-feira)

15h30 - Os Cidadãos de Praga me Entendem

17h - Algo Diferente

19h – Masterclass com Joyce Pais

 

4/5 (sábado)

15h – Calamidade

17h15 - As Pequenas Margaridas

19h - Debate com a curadora Rosa Monteiro, Joyce Pais e Luísa Pécora

 

5/5 (domingo)

13h40 - Sessão Curtas 1: Green Street, Miado, Teto e Saco de Pulgas

16h - Tomás Garrigue Masaryk

 

6/5 (segunda-feira)

13h30 - O Bobo da Corte e a Rainha

16h - A Herança

19h - O Chalé do Lobo

 

8/5 (quarta-feira)

15h30 - Voos e Quedas

17h45 - Os Cidadãos de Praga me Entendem

19h15 - Fruto do Paraíso

 

9/5 (quinta-feira)

16h - Banidos do Paraíso

18h50 - Tainted Horseplay

 

10/5 (sexta-feira)

15h30 - Praga - O Incansável Coração da Europa

17h - Tomás Garrigue Masaryk

19h30 - Sessão Curtas 2: Camarada e O Tempo é Inexorável

 

11/5 (sábado)

14h30 – Calamidade

16h30 - A Herança

19h - Momentos Agradáveis 

 

12/5 (domingo)

13h30 - Armadilhas

15h50 - Pérolas das Profundezas

18h - Conjunto Habitacional

 

13/5 (segunda-feira)

17h - Jornada - Um Retrato de Vera Chytilová 

19h - Procurando Ester

 

SERVIÇO

 

MOSTRA VERA CHYTILOVÁ – A GRANDE DAMA DO CINEMA TCHECO

Realização: Centro Cultural Banco do Brasil

Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo – Cinema

Data: de 24 de abril a 13 de maio de 2019

Ingressos: R$10,00 inteira e R$5,00 meia (clientes Banco do Brasil pagam meia em todas as sessões)

Horários e classificação indicativa disponíveis no site:
http://culturabancodobrasil.com.br/portal/sao-paulo/

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo
Rua Álvares Penteado, 112 – Centro, São Paulo -SP
(Acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô)
(11) 3113-3651/3652 | Todos os dias, das 9h às 21h, exceto às terças.
ccbbsp@bb.com.br  | bb.com.br/cultura  | twitter.com/ccbb_sp  |
facebook.com/ccbbsp | instagram.com/ccbbsp
Acesso e facilidades para pessoas com deficiência | Ar-condicionado | Cafeteria e Restaurante | Loja

Estacionamento conveniado: Estapar - Rua Santo Amaro, 272 (R$ 15, necessário validar ticket na bilheteria). Traslado entre o estacionamento e o CCBB das 14h às 23h.

Exposição “50 anos de realismo – Do fotorrealismo à realidade virtual”, com cerca de 90 obras, chega ao CCBB Brasília em 5 de fevereiro

Exposição “50 anos de realismo – Do fotorrealismo à realidade virtual”, com cerca de 90 obras, chega ao CCBB Brasília em 5 de fevereiro

A mostra reúne 30 artistas contemporâneos, como John DeAndrea, Ben Johnson, Craig Wylie, Javier Banegas, Ralph Goings, Raphaella Spence, Simon Hennessey e os brasileiros Fábio Magalhães, Giovanni Caramello, Hildebrando de Castro, Rafael Carneiro e Regina Silveira  

Além da exposição, a programação inclui um debate com a curadora e artistas participantes da mostra no dia 5 de fevereiro 

exposição.png

De 5 de fevereiro a 28 de abril, o Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília recebe a exposição “50 anos de realismo – Do fotorrealismo à realidade virtual”. Com curadoria de Tereza de Arruda, a mostra apresenta cerca de 90 obras das últimas cinco décadas, entre pinturas, esculturas, vídeos e instalações interativas, de 30 artistas internacionais e brasileiros, e faz um recorte inédito da realidade na arte. A mostra em itinerância foi visitada no CCBB de São Paulo por mais de 172.000 pessoas.  

O ineditismo da proposta é destacado pela curadora. Segundo ela, “o fenômeno da representação da realidade nunca foi tratado a partir do fotorrealismo, sendo este aprimorado através do hiper-realismo, seguido da perspectiva de expansão futura através da realidade virtual”. Tereza de Arruda ainda destaca a relação de identidade entre imagem e realidade, assim como a de verdade e realidade. “Justamente por essa aproximação, surge um certo estranhamento e desconforto no momento em que nos perguntamos o que é a realidade e qual sua importância na representação artística”, acrescenta.  

DO FOTORREALISMO À REALIDADE VIRTUAL  

A exposição “50 anos de realismo” resgata a pioneira geração de pintores do foto e hiper-realismo, incluindo nomes que participaram, em 1972, da “Documenta” de Kassel, como o inglês John Salt e o norte-americano Ralph Goings.  

Pintores dedicados às linhas contemporâneas do hiper-realismo têm um espaço especial dedicado a eles. As paisagens - tanto urbanas, como de natureza - de Ben Johnson, Raphaella Spence e Hildebrando de Castro dividem espaço com os retratos de Craig Wylie e Simon Hennessey e com a natureza-morta de Javier Banegas. Já mesclas destas representações podem ser encontradas na obra de Fábio Magalhães.  

A escultura hiper-realista também tem um espaço dedicado a ela, com obras tridimensionais de escultores de diversas gerações, como Giovani Caramello, John De Andrea e Peter Land. Finalizando, projeções espaciais e virtuais trazem o futuro para a exposição, com obras de realidade virtual de Akihiko Taniguchi, Bianca Kennedy, Fiona Valentine Thomann e Regina Silveira.  

Além das obras expostas, a mostra contará ainda com um debate sobre realismo na contemporaneidade, em 05 de fevereiro às 19h30. O bate-papo, com entrada gratuita, será mediado pela curadora da exposição, Tereza de Arruda, e contará com a participação de Maggie Bollaert, especialista em arte hiper-realista e consultora do evento, e dos artistas Hildebrando de Castro e Andreas Nicholas-Fischer.  

UMA DESCOBERTA EM ETAPAS  

A mostra será dividida em etapas, com os espaços demarcados pela temporalidade das obras. A primeira etapa traz a primeira geração de pintores do fotorrealismo e do hiper-realismo. É onde o público pode encontrar obras de artistas que estiveram na exposição “Documenta”, de Kassel, em 1972: um marco na exposição desta tendência para o mundo.  

Entre eles, está o inglês John Salt, que retrata em suas pinturas paisagens suburbanas ou parcialmente rurais do país, como carros e trailers abandonados, contrastando com a natureza imaculada e meticulosa da execução da obra. Outro nome é o do norte-americano Ralph Goings, cujas obras a óleo e aquarelas frequentemente representam o estilo de vida da classe operária americana, incluindo pinturas de caminhonetes, restaurantes populares e naturezas-mortas de produtos do cotidiano. 

exp_1.png
exp_2.png

Paisagens são tema de obras de Ben Johnson e Hildebrando de Castro

Na segunda etapa da exposição estão os artistas que se dedicam às linhas contemporâneas do hiper-realismo. Em um primeiro momento, será possível apreciar retratos, em que se destaca o trabalho do zimbabuano Craig Wylie, conhecido pela surpreendente profundidade psicológica de suas pinturas, e o inglês Simon Hennessey, que apresenta em suas obras detalhes do rosto humano.   

Nesta etapa ainda será possível conferir trabalhos sobre paisagens da natureza e paisagens urbanas. Entre outras, as obras são assinadas pelo britânico Ben Johnson, que há mais de 40 anos desenvolve pinturas em grandes dimensões baseadas em espaços arquitetônicos e urbanos, desprovidas da presença humana, e por Raphaella Spence, também do Reino Unido, que cria pinturas hiper-realistas de paisagens em grandes dimensões, usando tinta a óleo. Há também a participação do pernambucano Hildebrando de Castro, que desde 2010, se dedica a representações geométricas inspiradas em fachadas de prédios modernistas.  

Avançando na exposição, Na categoria natureza-morta é possível conhecer as cores brilhantes e close-ups do espanhol Javier Banegas, que, geralmente, reproduz objetos alterados pela presença do homem, tais como aparas de lápis e potes de tinta.  

Nesta etapa será possível encontrar também a obra do baiano Fábio Magalhães, que mescla retrato, natureza-morta e paisagem. Sua representação do corpo humano transmite desconforto, transbordando, sem pudor, os limites entre fotografia e pintura.  

exp_4.jpg
exp_5.jpg

Escultura de John DeAndrea e pintura do baiano Fábio Magalhães

Um espaço da exposição será destinado a obras tridimensionais de escultores de diferentes gerações do hiper-realismo. A proximidade do público com as obras traz um desconforto ao confrontar o ser e o aparentar. Esta etapa traz três artistas: o paulista Giovani Caramello, único escultor hiper-realista brasileiro, que aborda temas como tempo e efemeridade e estimula a reflexão sobre a impermanência com suas obras; o norte-americano John DeAndrea, pioneiro na criação e figuras humanas hiper-realistas, e o dinamarquês Peter Land, que usa o humor para explorar padrões humanos de comportamento.  

Na última etapa, chega-se às novas tecnologias com obras de realidade virtual, expostas em monitores, projeções espaciais ou com o auxílio de óculos de realidade virtual. Entre os artistas está o japonês Akihiko Taniguchi e seus modelos em 3D que reproduzem espaços do cotidiano e onde ele se expõe como protagonista.  

Ainda nesta etapa estão obras da alemã Bianca Kennedy e sua obra, literalmente, imersiva, e da francesa Fiona Valentine Thomann, na série TRACKER, onde modelos de 3D em realidade aumentada permitem diferentes dimensões e visões. A brasileira Regina Silveira completa a etapa com um vídeo de animação digital. Desde os anos 1970, Silveira utiliza mídias distintas em uma mesma obra, sendo pioneira na mescla de vídeo, fotografia, colagem, xerox e postais.  

SOBRE A CURADORA   

Nascida em São Paulo, em 1965, Tereza de Arruda é uma historiadora de arte e curadora independente que trabalha junto a instituições, museus e bienais. Estudou história da arte na Freie Universität Berlin, onde mora desde 1989. Entre as exposições com sua curadoria estão: 2018 Ilya und Emilia Kabakov, Two Times, Kunsthalle Rostock; José De Quadros, A Beleza do Inusitado, Sesc Santo André; 2017 Sigmar Polke, Die Editionen, me collectors room Berlin; Chiharu Shiota, Under the Skin, Kunsthalle Rostock; 2016 In your heart | In your city, Køs Denmark; Clemens Krauss, Little Emperors, MOCA – Museu de Arte Contemporânea de Chengdu; Kuba Libre, Kunsthalle Rostock; 2015 Bill Viola, Three Women, Bienal Internacional de Curitiba; InterAktionen Brasilien in Sacrow, Schloss Sacrow / Potsdam; 2014 ChinaArte Brasil, Oca Museu da Cidade, São Paulo; Wang Qingsong: Follow me!, Køs Museum for Kunst, Copenhague; 2013 Bienal de Curitiba; 2012/2011 Índia lado a lado, CCBB Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília; 2010 Se não neste período de tempo – Arte Contemporânea Alemã 1989-2010, Masp – Museu de Arte de São Paulo. Cocuradora e assessora da Bienal de Havana desde 1997. Cocuradora da Bienal Internacional de Curitiba desde 2009.  

“50 ANOS DE REALISMO – DO FOTORREALISMO À REALIDADE VIRTUAL”  
Local: Centro Cultural Banco do Brasil Brasília  
Endereço: SCES, Trecho 02, lote 22  
Período da exposição: 4 de fevereiro a 28 de abril de 2019 – Entrada gratuita  
Horário: terça a domingo, das 9h às 21h  
Telefone: (61) 3108-7600  
Acesso e facilidades para pessoas com deficiência  
Clientes do Banco do Brasil têm 10% de desconto com Cartão Ourocard na cafeteria, restaurante e loja  

MostraSinny AssessoriaPrata, CCBB
Mostra BRASILEIRINHOS DE CINEMA PARA CRIANÇAS começa dia 23 de janeiro no CCBB-SP

MOSTRA BRASILEIRINHOS DE CINEMA PARA CRIANÇAS

O Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo exibe filmes para crianças de todas as idades no período de 23 de janeiro até 4 de fevereiro
 
*Exibição de clássicos como ‘Sinfonia Amazônica’, primeiro longa de animação do Brasil, e ‘Azares de Lulu’, o mais antigo filme de animação preservado no país
 
*Pré-estreia de ‘Sobre Rodas’, de Mauro D’Addio, premiado em festivais internacionais e com estreia prevista para março de 2019
 
*Homenagens aos 40 anos do clássico ‘Maneco, o Super Tio’, de Flávio Migliaccio, e aos 20 anos de ‘Castelo Rá-Tim-Bum – O Filme’

Uma mostra de cinema promete oferecer uma janela para crianças e adolescentes conhecerem um pouco mais a produção cinematográfica brasileira e preencherem o período de férias com muita imagem e diversão. É a MOSTRA BRASILEIRINHOS DE CINEMA PARA CRIANÇAS, que vai transformar o Centro Cultural Banco do Brasil num grande espaço de informação e recreação, são 33 filmes para crianças a partir dos três anos de idade. As atividades no CCBB São Paulo acontecem de 23 de janeiro a 4 de fevereiro e  no CCBB Brasília, de 8 a 27 de janeiro e no CCBB Rio de Janeiro de 30 de janeiro a 11 de fevereiro. Curadoria de Luíza Berlitz.
 
A MOSTRA BRASILEIRINHOS DE CINEMA PARA CRIANÇAS resgata clássicos da cinematografia brasileira e apresenta novidades do cinema infantil e infanto-juvenil nacional, exibindo programas de curtas, médias e longas-metragens, especialmente criados para contemplar diferentes idades. Serão programadas sessões para crianças em idade pré-escolar (3 a 7 anos); Brincante 1 (indicada a partir dos 3 anos) e Brincante 2 (recomendada a partir dos 5); Programa Cinefilinhos (a partir dos 8 anos ou mais); Sessão Sobre Rodas (a partir dos 10 anos) e Sessão Curtinha: Trilha Sonora ao Vivo, contando com uma apresentação da Cia. Malas Portam, que vai musicar seu videoclipe “Na Beira da Lagoa” e sonorizar o filme mudo de animação “Os Azares de Lulu” (dos mesmos criadores do primeiro longa-metragem brasileiro de animação).
 
Várias sessões terão acessibilidade, com legendas descritivas, audiodescrição e tradução em libras. Além das exibições, haverá oficinas, brincadeiras e atividades educativas, como sessões seguidas de recreação.
 
A MOSTRA
 
A programação da MOSTRA BRASILEIRINHOS DE CINEMA PARA CRIANÇAS oferece 13 longas-metragens e quatro programas de curtas ou médias brasileiros, num total de 33 filmes. Na tela, estarão verdadeiras raridades, como “Sinfonia Amazônica”, o primeiro longa de animação brasileiro, realizado em 1953, por Anélio Latini Filho. No filme, são narradas sete lendas amazônicas, entre elas a que fala do nascimento do Rio Amazonas. Outro clássico, longe das telas há vários anos, “Uma Aventura na Floresta Encantada”, ficção de Mario Latino, de 1976, desfila diferentes histórias do folclore brasileiro. E de Humberto Mauro será possível assistir a “A Velha a Fiar”, curta de 1964, em que apresenta uma conhecida canção infantil popular; e “Meus Oito Anos”, de 1956, sobre tempos que não existem mais. Os títulos assinados por Humberto Mauro foram gentilmente cedidos pelo CTAv - Centro Técnico Audiovisual do Ministério da Cultura.
 
A mostra também faz homenagem a dois filmes que marcaram suas épocas. “Maneco, o Super Tio”estará completando 45 anos em 2019. Dirigido e protagonizado por Flávio Migliaccio, é o terceiro filme de um personagem que fazia muito sucesso na televisão brasileira na década de 1970. O mesmo se pode dizer do longa-metragem “Castelo Rá-Tim-Bum – O Filme”, de Cao Hamburguer, que está completando 20 anos. O filme leva para a telona os personagens e o universo mágico de Nino e sua turma, consagrados pelo programa exibido pela TV Cultura. As sessões de “Castelo Rá-Tim-Bum – O Filme” contarão com acessibilidade (legendas descritivas, audiodescrição e libras), assim como as sessões do belo “Tainá – Uma Aventura na Amazônia”, de 2001 e dirigido por Tânia Lamarca e Sérgio Bloch.
 
Mas há espaço também para as novidades, como é o caso do longa-metragem “Sobre Rodas”, dirigido por Mauro D’Addio em 2017. A ficção já foi exibida em mais de 20 países, participando de festivais e conquistando importantes prêmios como o de Melhor Filme pelo Público do Festival de Cinema Infantil de Toronto, no Canadá. E ainda a animação “Lino”, de 2017, assinada por Rafael Ribas, o mesmo diretor do premiado “O Grilo Feliz e os Insetos Gigantes”, de 2009, eleito melhor filme infantil e melhor animação pela Academia Brasileira de Cinema.
 
“As crianças podem se ver espelhadas, conhecer mais histórias e lendas brasileiras e um pouco da cinematografia brasileira. Um público tão acostumado a produções estrangeiras terá a oportunidade de ver um panorama de filmes de diferentes épocas, incluindo clássicos e novos clássicos, inéditos e raros, que ilustram uma infância brincante e trazem bastante do imaginário brasileiro, povoado por lendas indígenas, seres e mitos fantásticos, bruxas, circo, a fauna e a flora da nossa floresta.” – revela uma das curadoras, Luísa Berlitz. 
 
SINOPSES
 
LONGAS-METRAGENS
(organizados em ordem alfabética)
 
BRICHOS 2 - A FLORESTA É NOSSA, 2012, 83min, animação, 6 anos
Direção: Paulo Munhoz
Vozes: Marcelo Tas, Antonio Abujamra, Fabiúla Nascimento, André Abujamra.
Sinopse: Quando investidores internacionais ameaçam acabar com a floresta da Vila dos Brichos, seus habitantes precisam lutar pelo futuro do lugar onde vivem. Armados de coragem, inteligência e bom humor, nossos heróis vão encarar desafios que serão decididos nas areias de Noforest, na gelada Iceforest e na exuberante Brainforest.
Sobre o diretor: Paulo Munhoz é cineasta e criador dos personagens da turma Brichos, que significa Bichos Brasileiros e desde 2007 tem presença em cinema, televisão e internet. Outros trabalhos incluem o curta-metragem Pax (2005) e o longa Belowars (2008).
 
CASTELO RÁ-TIM-BUM - O FILME, 1999, 108min, ficção, 6 anos
Direção: Cao Hamburger
Elenco: Diegho Kozievitch, Sérgio Mamberti, Rosi Campos, Marieta Severo.
Sinopse: É hora de comemorar os 20 anos do lançamento de Castelo Rá-Tim-Bum - O Filme, que levou para a telona os personagens do programa exibido pela TV Cultura. Como na série, Nino é um aprendiz de feiticeiro de 300 anos que vive em um castelo encantado com seus tios e mentores: a bruxa Morgana e o mago Doutor Victor. Seus planos de ser um menino comum são alterados pela bruxa Losângela, que quer roubar os poderes de Morgana e acabar com o castelo. Junto com os novos amigos Cacau, João e Ronaldo, Nino viverá uma surpreendente aventura para salvar os tios e o castelo de um poderoso feitiço.
Sobre o diretor: Cao Hamburguer foi um dos criadores de Castelo Rá-Tim-Bum, que estreou na televisão em 1994. Também é diretor do curta-metragem Frankenstein Punk (1986) e dos longas O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias (2006) e Xingu (2012). Outros trabalhos na TV incluem as séries Filhos do Carnaval (2006), Pedro e Bianca (2012), Família Imperial (2012) e Malhação: Viva a Diferença (2017).
 
Corda Bamba, 2012, 80min, ficção, 8 anos
Direção: Eduardo Goldenstein
Elenco: Bia Goldenstein, Stela Freitas, Gustavo Falcão, Georgiana Goes.
Sinopse: Maria é uma menina de 10 anos, filha de equilibristas, que nasceu no circo. Em um difícil momento de sua vida, a garota vai morar com a avó na cidade e não consegue se lembrar de seu passado. Da janela do quarto, Maria lança uma corda que a faz chegar à dimensão do imaginário, onde irá recuperar suas memórias e encontrar a possibilidade de seguir adiante. O filme é uma adaptação do livro de mesmo nome escrito pela autora Lygia Bojunga. A atriz que interpreta Maria, Bia Goldenstein, é filha do diretor Eduardo Goldenstein.
Sobre o diretor: Eduardo Goldenstein é diretor de cinema e televisão. Realizou curtas-metragens e séries educativas e foi um dos diretores do documentário 5 Vezes Chico (2015), antes de fazer sua estreia solo no longa-metragem com Corda Bamba. Também é produtor de conteúdos digitais do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro e professor de Direção Cinematográfica da Academia Internacional de Cinema.
 
HISTORIETAS ASSOMBRADAS - O FILME, 2017, 90min, animação, 8 anos
Direção: Victor-Hugo Borges
Vozes: Charles Emmanuel, Nádia Carvalho, Iara Riça, Oberdan Jr.
Sinopse: Pepe é um menino de 12 anos que mora com sua avó, uma bruxa empresária. Após descobrir que foi adotado, ele decide sair em busca de seus pais. Com isso, chama a atenção de Edmundo, um vilão biomecânico que precisa da energia de Pepe para concretizar seu plano maligno: conquistar a imortalidade para sua espécie. ‘Historietas Assombradas’ começou como um curta, virou série de televisão e depois ganhou esta versão em longa-metragem para as telonas.
Sobre o diretor - Formado em Artes Plásticas, o diretor Victor-Hugo Borges se envolveu por acaso com a animação e é criador da série Historietas Assombradas (para Crianças Mal Criadas), exibida em toda a América Latina. Ganhou mais de cem prêmios nacionais e internacionais com seus trabalhos, que incluem os curtas Icarus (2007) e O Menino que Plantava Invernos (2008). Também é sócio, diretor criativo e diretor de desenvolvimento do Grupo Naoz, formado pelas empresas Glaz Entretenimento e Copa Studio, além de autor do livro Historietas Assombradas, lançado pela editora LeYa em 2011.
 
JONAS E O CIRCO SEM LONA, 2015, 81min, documentário, 8 anos
Direção: Paula Gomes
Sinopse: Jonas tem 13 anos e quer manter vivo o circo que ele mesmo criou no quintal de sua casa em Salvador, na Bahia. Enquanto luta por seu maior sonho, Jonas vai atravessar a grande aventura de crescer.
Sobre a diretora: Paula Gomes é formada em Cinema pela Escuela Septima Ars de Madrid, na Espanha. Integrante do coletivo baiano Plano 3 Filmes, dirigiu o curta Pornographico (2008) antes de estrear no longa-metragem com ‘Jonas e o Circo Sem Lona’, exibido em mais de 20 países.
 
 
LINO, 2017, 93min, animação, 8 anos
Direção: Rafael Ribas
Vozes: Selton Mello, Dira Paes, Paolla Oliveira.
Sinopse: Lino é um animador de festas muito azarado que não aguenta mais seu emprego e a horrorosa fantasia de gato gigante que precisa vestir todos os dias. Tentando mudar de vida, ele busca a ajuda de Don Leon, um suposto mago não muito talentoso que transforma Lino justamente no que ele mais queria se livrar: sua fantasia de gato gigante! Enquanto tenta reverter o feitiço, ele é confundido com o “maníaco da fantasia” e passa a ser procurado pela polícia. Começa, então, uma grande aventura na qual Lino descobrirá um novo sentido para seu trabalho e sua vida.
Sobre o diretor: Rafael Ribas tinha apenas 15 anos quando começou a trabalhar como desenhista e animador na Start Desenhos Animados. Entre 1994 e 2017, participou de mais de 200 curtas-metragens e comerciais para a TV produzidos pela empresa. Ele também dirigiu o curta-metragem animado A Última Gota (2004) e o longa ‘O Grilo Feliz e os Insetos Gigantes’ (2009), em parceria com Walbercy Ribas, premiado como melhor animação e melhor filme infantil pela Academia Brasileira de Cinema.
 
MANECO, O SUPER TIO, 1974, 85min, ficção, 6 anos
Direção: Flávio Migliaccio
Elenco: Flávio Migliaccio, Cleyde Blota, Canarinho, Rodolfo Arena
Sinopse: Maneco e seus sobrinhos chegam ao sítio do Vovô Camargo e descobrem que ele usou seus conhecimentos científicos, fez uma estranha viagem pelo tempo e se perdeu em 1926. Só há um jeito de trazer o vovô de volta: encontrar uma foto da mesma época e do mesmo lugar onde ele está. Maneco e os sobrinhos topam a missão, mas descobrem que todos os caminhos e estradas para a cidade, o único lugar onde a foto pode estar, foram fechados. Determinados a salvar o vovô e a descobrir o mistério daquela estranha cidade, eles viverão uma grande aventura. Maneco, o Super Tio completa 45 anos em 2019. É o terceiro filme com o personagem do tio Maneco, que começou no cinema e fez muito sucesso na TV.
Sobre o diretor: Flávio Migliaccio é diretor, roteirista e ator principal do filme, interpretando o famoso tio Maneco. Ele também é conhecido pelo papel de Xerife em Shazan, Xerife & Cia, outro programa infantojuvenil que fez muito sucesso nos anos 1970. Começou a carreira no teatro na década de 1950 e, desde então, fez muitos trabalhos nos palcos e nas telas como ator e diretor. No cinema, seu primeiro filme por trás das câmeras foi Os Mendigos (1964). Seus trabalhos mais recentes como ator incluem o curta Valentina (2017) e a série Êta Mundo Bom! (2016).
 
O MENINO NO ESPELHO, 2014, 78min, ficção, 8 anos
Direção: Guilherme Fiúza Zenha
Elenco: Lino Facioli, Mateus Solano, Regiane Alves, Ricardo Blat, Giovanna Rispoli, Gisele Fróes, Laura Neiva, Murilo Quirino, Ravi Hood.
Sinopse: A infância de Fernando é inventiva, repleta de liberdade e marcada por amizade, brincadeiras e aventuras. O menino vê sua fantasia tornar-se realidade quando seu reflexo no espelho ganha vida e gera Odnanref. A princípio, o duplo é uma solução que cumpre as tarefas chatas da vida de Fernando. Mas algo acontece quando Cíntia, sua prima mais velha, chega à cidade. Agora, o menino terá que recorrer a seus verdadeiros amigos para fazer Odnanref retornar ao mundo dos espelhos e, assim, poder retomar o controle de sua vida. ‘O Menino no Espelho’ é uma versão para o cinema do livro de mesmo nome escrito por Fernando Sabino,  lançado em 1982 e que já teve mais de 80 edições.
Sobre o diretor: Guilherme Fiúza Zenha atua no audiovisual desde 1993. Trabalhou primeiro como assistente de direção e produtor, estreando na direção com o curta Fui!!! (2004). Em 2008, dirigiu 145, um dos episódios do longa-metragem 5 Frações de uma Quase História. Também lecionou na Escola Internacional de Cinema e Televisão de Cuba e foi presidente e vice-presidente da Associação CURTA MINAS – ABD/MG.
 
MINHOCAS, 2013, 82min, animação, 8 anos
Direção: Paolo Conti e Arthur Nunes
Vozes: Cadu Paschoal, Jullie, Yago Machado, Daniel Boaventura, Rita Lee.
Sinopse: Três minhocas – Júnior (11 anos), Linda (12 anos) e Neco (9 anos) – enfrentam o terrível tatu-bola Ninguém, ditador maníaco que, com a ajuda dos vermes da Gangue da Lama, pretende dominar todas as minhocas da terra através do hipnotismo e construir um Império onde os tatus-bola serão os senhores. Durante a aventura, Júnior, antes um garoto mimado e inseguro, descobrirá o valor da amizade, da coragem e da confiança em si próprio. Este é o primeiro longa-metragem brasileiro produzido com uma técnica conhecida como stop motion, que utiliza fotos para montar a animação.
Sobre o diretor: Paolo Conti é fundador e CEO da Animaking, produtora voltada para a criação de conteúdos para TV, internet e cinema, além de filmes publicitários. Também é líder do Núcleo Criativo Floripa, no qual sua principal atividade é criar e desenvolver projetos audiovisuais. Atualmente, está produzindo sua quarta série de animação e seu segundo longa-metragem. Arthur Nunes é sócio da empresa PlotKids, que produz conteúdo para multiplataformas. Também é diretor vertical de games na Acate - Associação Catarinense de Tecnologia.
 
SINFONIA AMAZÔNICA, 1953, 63min, animação, 5 anos
Direção: Anélio Latini Filho
Vozes: Paulo Roberto, Nero Morales, Almirante, Abelardo Santos.
Sinopse: Este é o primeiro longa-metragem de animação produzido no Brasil. O filme conta sete lendas amazônicas - incluindo a da noite e a da formação do rio Amazonas - que são ligadas por dois personagens principais: o indiozinho Curumi e seu amigo boto. ‘Sinfonia Amazônica’ é fruto da persistência e da paixão do diretor Anélio Latini Filho, que passou anos produzindo todos os desenhos e animações. Ele contou, também, com a ajuda dos irmãos Mario Latino, que fez a fotografia, e Elio Latino, que compôs os temas musicais. 
Sobre o diretor: Anélio Latini Filho (1926-1986) foi pintor, desenhista, diretor e um pioneiro da animação no Brasil. Além de Sinfonia Amazônica, dirigiu os curtas Exploração do Petróleo Submarino(1968), Ilha do Aço (1969) e Os Pintores de Nassau (1981). Seu segundo longa-metragem, Kitan da Amazônia, nunca foi finalizado.
 
SOBRE RODAS, 2017, 73min, ficção, 10 anos
Direção: Mauro D'Addio
Elenco: Cauã Martins, Lara Boldorini, Marcio Magno, Georgina Castro
Sinopse: Lucas é um garoto de 13 anos que perde o movimento das pernas após ser atropelado. Laís, sua amiga de escola, é uma simpática menina criada pela mãe e pela avó. Quando Laís pega a estrada em busca do pai que nunca conheceu, Lucas decide acompanhá-la. Ela vai de bicicleta; ele, de cadeira de rodas. No caminho, os dois vivem muitas aventuras e descobrem um ao outro. ‘Sobre Rodas’ foi exibido em mais de 20 países e ganhou prêmios importantes no Brasil e no exterior, como o troféu da Mostra Geração do Festival do Rio e o de melhor filme na escolha do público do Festival de Cinema Infantil de Toronto, no Canadá. Agora, é exibido em avant-première na Mostra Brasileirinhos.
Sobre o diretor: Mauro D’Addio é formado em cinema e também fez trabalhos para televisão e publicidade. ‘Sobre Rodas’ é seu primeiro longa-metragem, mas ele já dirigiu vários curtas para o público infantojuvenil. Entre eles, destaque para o documentário Kunumi, O Raio Nativo (2016), a animação O Morro da Guerra Eterna (2011) e a ficção A Menina do Mar (2010), que também inspirou um livro escrito pelo próprio diretor. Desde 2007, é colaborador pedagógico da área de direção das Oficinas Kinoforum.
 
TAINÁ - UMA AVENTURA NA AMAZÔNIA, 2001, 90min, ficção, 6 anos
Direção: Tânia Lamarca e Sérgio Bloch
Elenco: Eunice Baia, Caio Romei, Rui Polanah, Branca Camargo
Sinopse: Tainá é uma indiazinha órfã que mora na Amazônia com seu avô, Tigê. Seguindo as tradições de seu povo, ela vive em harmonia com a natureza e é amiga dos bichos. Quando a quadrilha de Shoba chega para capturar espécies e vendê-las no exterior, Tainá consegue salvar vários animais, inclusive um macaquinho que batiza de Catu. Mas a indiazinha passa a ser perseguida pelos traficantes e, para defender a floresta, precisará ter coragem e contar com a ajuda de um novo amigo, Joninho.
Sobre os diretores: Tânia Lamarca é diretora, roteirista e produtora de cinema e televisão. Dirigiu os curtas Mario Filho em Painel (1980) e Guerreiro de Prata (1981), antes de estrear no longa-metragem com Buena Sorte (1997). Outros trabalhos incluem Xuxa e o Mistério de Feiurinha (2008) e Ensaio(2013). Sérgio Bloch também atua no cinema e televisão, e seus trabalhos como diretor incluem os documentários Burro Sem Rabo (1997), Olho da Rua (2001) e Mini Cine Tupy (2002), além da série Sobre Rodas América Latina (2013), que ele dirigiu, produziu e roteirizou.
 
UMA AVENTURA NA FLORESTA ENCANTADA, 1976, 80min, ficção, 8 anos
Direção: Mario Latino
Elenco: Márcia Latino, Wilson Grey, Andrei Helayel Maia, Barbara Cardoso Rocha, Maia Ronnie de Carvalho.
Sinopse: Passando férias em uma fazenda, um grupo de crianças assiste a uma briga entre o administrador e uma velha mendiga chamada Bruxa. Na manhã seguinte, a garotada sai para um passeio a cavalo pelas redondezas e acaba se perdendo. Ao anoitecer, todos vão para a cabana da Bruxa, que os abriga e conta histórias do folclore brasileiro: as lendas de Uirapuru, da Iara, da Mandioca.
Sobre o diretor: Mario Latino é diretor e diretor de fotografia, além de um dos pioneiros da animação no Brasil. Dirigiu o curta Azares de Lulu (1940) ao lado do irmão, Anélio Latini Filho, e assinou a direção de fotografia de Sinfonia Amazônica (1953), o primeiro longa-metragem animado do país, que tem direção Anélio. Os dois filmes estão na programação da Mostra Brasileirinhos. Mario Latino também dirigiu longas como Traficantes do Crime (1958), Na Mira do Assassino (1967) e A Dama de Branco (1978).
 
CURTAS-METRAGENS
(organizados por sessão)
 
SESSÃO BRINCANTE 1
Recomendada para crianças a partir de 3 anos
 
Acompanha atividade recreativa. Duração: 34 min de filmes + 20 min de atividade recreativa
 
CAMINHANDO COM TIM TIM, 2014, 4min, documentário, 3 anos
Direção: Genifer Gerhardt e Tiago Expinho
Sinopse: Um menino de um ano e 4 meses caminha com os pais até a casa da avó. Uma caminhada como várias outras, que em duas quadras reserva quatro encontros. Um registro doce do tempo.
Sobre os diretores: Tiago Expinho é ator, diretor e roteirista. Genifer Gerhardt é palhaça, bonequeira e poeta, estuda o teatro de bonecos em miniatura e publicou dois livros: TIMTIM: Um Filho, Uma Mãe, Dois Nascimentos e Brasil Pequeno. Os dois são pais de Valentim, estrela do curta.
 
A ESCOLA DE ENSINO FENOMENAL, 2014, 10min, ficção, 3 anos
Direção: Nélio Spréa e Levi Brandão
Elenco: Rafael Barreiros, Milene Dias, Fernanda Souza, Sabrina Fernandez.
Sinopse: Diretor da escola de ensino fenomenal, Fifi é doutor em ciências lúdicas e faz das brincadeiras seu principal canal de comunicação com os alunos. Nos pátios, corredores e salas de aula, não há limites para a criatividade. E assim, estudantes, professores e funcionários descobrem que a escola é espaço de criação e celebração. 
Sobre os diretores: Nélio Spréa é sócio-diretor e Levi Brandão é diretor artístico da Parabolé Educação e Cultura, especializada em desenvolver projetos culturais de interesse educacional. Spréa é músico, produtor cultural, educador e escritor. Brandão é ator, cantor, educador musical e diretor cênico.
 
FÁBULA DE VÓ ITA, 2016, 5min, ficção/animação, 3 anos
Direção: Thallita Oshiro e Joyce Prado
Elenco: Ana Júlia dos Santos, Tekka Flor Salvino, Kauan Alvarenga, Gabee Gaabe.
Sinopse: Nesta fábula de fantasia, Vó Ita envolve sua netinha Gisele para lhe mostrar a beleza das diferenças e o valor de sua própria identidade. Para isso, conta a história de Gisa, uma menina que tem um cabelo cheio de vida e personalidade. Os colegas de escola vivem debochando de Gisa por conta disso. Então, ela recorre à Bruxa Leleira, que a transforma em alguém que ela não é.
Sobre as diretoras: Thallita Oshiro Meireles é diretora, produtora e assina o roteiro de ‘Fábula de Vó Ita’, que é inspirado em suas avós e nas memórias de infância. Joyce Prado também atua como produtora, roteirista e diretora, e é uma das criadoras da websérie Empoderadas.
 
O FIM DA FILA, 2016, 3min, animação 3 anos
Direção: William Côgo
Sinopse: Animais brasileiros aparecem em fila indiana, dia após dia. Conforme passa o tempo, surgem novos motivos para que os animais sigam em frente, sempre enfileirados – incluindo a aparição de um conhecido personagem do folclore. Afinal, o que tem no fim da fila? Baseado no livro de imagem de Marcelo Pimentel.
Sobre o diretor: William Côgo se formou em Design Gráfico e integrou a equipe de produção de animação da Universidade Estadual do Rio de Janeiro. É ilustrador de livros e cineasta, tendo dirigido outros dois curtas: Alma Carioca, um Choro de Menino (2002) e E o vento...me levou! (2005).
 
A VELHA A FIAR, 1964, 6min, ficção, 3 anos
Direção: Humberto Mauro
Sinopse: A antiga canção popular do interior do Brasil é ilustrada com aspectos, tipos e costumes das velhas fazendas em decadência.
Sobre o diretor: Um dos pioneiros do cinema no Brasil, Humberto Mauro (1893-1983) começou a carreira nos anos 1920 e realizou cerca de 260 filmes como diretor. Entre seus trabalhos mais conhecidos estão Lábios sem Beijos (1930), Ganga Bruta (1933), A Voz do Carnaval (1933), O Descobrimento do Brasil (1936), A Velha a Fiar (1964) e Carros de Bois (1974).
 
NA BEIRA DA LAGOA, 2014, 5min, animação, 3 anos
Direção: Malas Portam
Sinopse: Uma princesa, um sapo, uma bruxa, uma lagoa, a fauna e a flora. Estes são os ingredientes principais desta linda história de amor, embalada por uma curiosa revelação.
Sobre a direção: A Cia. Malas Portam viaja pelo Brasil afora desde 2007. Seus integrantes dedicam-se ao estudo das múltiplas linguagens artísticas e as aplicam em suas apresentações, unindo teatro, música e literatura. O grupo também criou livros lançados em versões musicais animadas, como A Lagarta Caolha (2014), O Pé de Guaraná (2016) e Na Beira da Lagoa (2016).
 
SESSÃO BRINCANTE 2
Recomendada para crianças a partir de 5 anos


Acompanha atividade recreativa. Duração: 52 min de filmes + 20 min de atividade recreativa
 
NAIÁ E A LUA, 2010, 13min, ficção, 5 anos
Direção: Leandro Tadashi
Elenco: Brandina Benites Guarani, Liviane Arã Mirim de Lima.
Sinopse: A jovem índia Naiá se apaixona pela lua ao ouvir da anciã de sua aldeia a história do surgimento das estrelas no céu.
Sobre o diretor: Leandro Tadashi se formou em Cinema pela Universidade de São Paulo e atua na área audiovisual como diretor, diretor de arte e designer gráfico. Também dirigiu os curtas Encanto (2006) e Nossa Paixão (2006).
 
AS BORDADEIRAS DO JARDIM, 2017, 3min, animação, 5 anos
Direção: Julia Vellutini
Sinopse: Enquanto esperam por um ônibus no sertão, três bordadeiras brincam com seus poderes mágicos.
Sobre a diretora: Julia Vellutini é diretora e roteirista. Criou e escreveu as séries animadas Mapi e Os Firmezas, voltadas para o público infantil. Também dirigiu o curta As Aventuras de Benny Roo, em parceria com Matias Vellutini.
 
VENTO, 2016, 13min, animação, 5 anos
Direção: Betânia Furtado
Vozes: Gabriel Furtado Paz de Oliveira, Fernando Aranha
Sinopse: Uma garrafa com uma mensagem desperta a vontade de aprender a ler em Gabriel, um garoto solitário que mora à beira da praia. E ele pode estar mais perto de realizar este sonho do que imagina.
Sobre a diretora: Betânia Furtado trabalha com cinema e vídeo desde 1998, principalmente como diretora, roteirista e produtora. Dirigiu os curtas Ponto de Vista (2004) e A Princesa do Coração Gelado (2009), além de programas de televisão, clipes e shows.
 
DISQUE QUILOMBOLA, 2012, 13min, documentário, 5 anos
Direção: David Reeks
Sinopse: Crianças do Espírito Santo conversam de um jeito divertido e contam como é a vida em uma comunidade quilombola e em um morro na cidade de Vitória. Por meio de uma brincadeira infantil, os dois grupos falam de suas raízes e mostram que têm mais semelhanças do que diferenças.
Sobre o diretor: David Reeks é formado pela State University of New York. Codirige, edita e faz a direção fotográfica dos vídeos dos Projetos Território do Brincar. Entre seus trabalhos como diretor estão o longa-metragem Território do Brincar (2015) e os curtas Disque Quilombola (2012) e Waapa(2017), ambos selecionados para a Mostra Brasileirinhos.
 
MEUS OITO ANOS, 1956, 9min, documentário, 5 anos
Direção: Humberto Mauro
Sinopse: Ao som do poema musicado de Casimiro de Abreu (1839-1860), um homem relembra com nostalgia os tempos de criança: a vida no campo, a captura de passarinhos, o jogo de bolas de gude com os colegas, as brincadeiras com arco e perna de pau. Recorda-se também dos banhos de cachoeira, da pescaria, da companhia de uma menina, da ida à missa, da colheita de frutas e do balanço na rede ao luar. E lembra-se da praia, das ondas do mar e do céu nublado de sua infância.
Sobre o diretor: Um dos pioneiros do cinema no Brasil, Humberto Mauro (1893-1983) começou a carreira nos anos 1920 e realizou cerca de 260 filmes como diretor. Entre seus trabalhos mais conhecidos estão Lábios sem Beijos (1930), Ganga Bruta (1933), A Voz do Carnaval (1933), O Descobrimento do Brasil (1936), A Velha a Fiar (1964) e Carros de Bois (1974).
 
CINEFILINHOS
Recomendada para crianças a partir de 8 anos

Duração: 80 min
 
O FIM DO RECREIO, 2012, 17min, ficção, 8 anos
Direção: Vinicius Mazzon e Nélio Spréa
Elenco: Weslei Lima, Jackson Neres, Enzo Tommasi, Vinicius Mazzon
Sinopse: Um projeto de lei no Congresso Nacional pretende acabar com o recreio escolar. Ao mesmo tempo, em uma escola municipal de Curitiba, um grupo de crianças pode mudar toda essa história.
Sobre o diretor: Nélio Spréa é músico, produtor cultural, educador, escritor e sócio-diretor da Parabolé Educação e Cultura, especializada em desenvolver projetos culturais de interesse educacional. Vinicius Mazzon é ator e já trabalhou com companhias de teatro no Brasil e na Argentina. É contador de histórias há mais de 15 anos.
 
UMA NOTA SÓ, 2012, 11min, ficção, 8 anos
Direção: Laís Bodanzky
Elenco: Giselly Gonçalves Silva, Thiago Henrique dos Santos, Samuel Gomes, Igor Nascimento Moura.
Sinopse: A diretora Laís Bodanzky conduz o público por entre ruas e becos sonoros, onde caminham passos que parecem divergir da realidade. Mas esses caminhos, certo dia, não serão mais os mesmos. Jovens da comunidade de Heliópolis, em São Paulo (SP), atuaram no curta e também colaboraram com o roteiro.
Sobre a diretora: Laís Bodanzky dirigiu os longas-metragens Bicho de Sete Cabeças (2000), Chega de Saudade (2008), As Melhores Coisas do Mundo (2010) e Como Nossos Pais (2017). Outros trabalhos incluem o documentário Cine Mambembe, O Cinema Descobre o Brasil (1999), a série Mulheres Olímpicas (2013), dois episódios do seriado PSI (2015) e os espetáculos teatrais Essa Nossa Juventude (2005) e Menecma (2011).
 
O MENINO LEÃO E A MENINA CORUJA, 2017, 16min, ficção, 8 anos
Direção: Renan Montenegro
Elenco: JP Fraim, Mariah de Andrade Praia, Juca Soledade, Estela Hyo Eun Kim.
Sinopse: Este é o universo das pessoas-animais, seres que misturam características humanas com as de outro animal. Quando filhotes, eles precisam estudar na Escola Filhote Selvagem, um lugar onde o aprendizado vai muito além da sala de aula.
Sobre o diretor: Renan Montenegro se formou em Comunicação Social com habilitação em Audiovisual na Universidade de Brasília. Ainda durante o curso, escreveu e dirigiu o curta-metragem Meu Amigo, Meu Avô (2011), exibido em mais de 30 festivais. Entre seus trabalhos também estão o curta Babilônia Norte (2013) e a minissérie Cidade Invisível (2017).
 
WAAPA, 2017, 20min, documentário, 8 anos
Direção: David Reeks, Paula Mendonça e Renata Meirelles
Elenco: JP Fraim, Mariah de Andrade Praia, Juca Soledade, Estela Hyo Eun Kim.
Sinopse: O documentário propõe um mergulho na infância do povo Yudja (Parque Indígena do Xingu/MT). O brincar, a vida comunitária e as influências de uma relação espiritual com a natureza são revelados como elementos que organizam o corpo-alma dessas crianças.
Sobre os diretores: David Reeks é formado pela State University of New York. Codirige, edita e faz a direção fotográfica dos vídeos dos Projetos Território do Brincar. Entre seus trabalhos como diretor estão o longa-metragem Território do Brincar (2015) e os curta Disque Quilombola (2012) e Waapa(2017), ambos selecionados para a Mostra Brasileirinhos.
Paula Mendonça é mestre em Educação pela Universidade de São Paulo, com pesquisa sobre cultura da criança. Trabalhou no Parque do Xingu por cerca de 10 anos e atua como assessora pedagógica do Projeto Criança e Natureza, do Instituto Alana.
Renata Meirelles é mestre em Educação pela Universidade de São Paulo e idealizadora do Projeto BIRA (Brincadeiras Infantis da Região Amazônica) e do Projeto Território do Brincar. Dirigiu o longa Território do Brincar (2015) e é autora de livros como Giramundo e outros brinquedos e brincadeiras dos meninos do Brasil (2007).
 
CORES E BOTAS, 2010, 16min, ficção, 8 anos
Direção: Juliana Vicente
Elenco: Jhenyfer Lauren, Luciano Quirino, Dani Ornellas, Bruno Lourenço
Sinopse: Joana tem um sonho comum a muitas meninas dos anos 1980: ser Paquita. Sua família é bem-sucedida e a apoia em seu sonho. Porém, Joana é negra, e nunca se viu uma paquita negra no programa da Xuxa.
Sobre a diretora: Juliana Vicente é produtora, diretora e fundadora da Preta Portê Filmes. Estudou Cinema na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e na Escola Internacional de Cinema e Televisão de Cuba (EICTV). Seus trabalhos incluem o curta Cores e Botas (2010), o média Leva(2011) e a série documental Afronta! (2017). Atualmente, dirige um documentário sobre a atriz Ruth de Souza
 
SESSÃO CURTINHA: TRILHA SONORA AO VIVO
Recomendada para crianças a partir de 5 anos
 
Sessão com trilha sonora apresentada ao vivo pela Cia. Malas Portam + brincadeiras / atividades. Duração: 11 min de filmes + 30 min de atividades
 
AZARES DE LULU, 1940, 6min, animação, 5 anos
Direção: Anélio Latini Filho e Mario Latino
Sinopse: Considerado o mais antigo filme de animação brasileiro integralmente preservado, foi realizado pelos irmãos Mario e Anélio quando tinham 16 e 14 anos, respectivamente. Acompanha as aventuras de Lulu um cachorro trapalhão.
Sobre os diretores: Anélio Latini Filho (1926-1986) e Mario Latino foram pioneiros da animação no Brasil. Além de Azares de Lulu, eles também colaboraram em Sinfonia Amazônica (1953), o primeiro longa-metragem de animação do Brasil, que tem direção de Anélio e fotografia de Mario. O filme também está na programação da Mostra Brasileirinhos.
 
NA BEIRA DA LAGOA, 2014, 5min, animação, 5 anos
Direção: Malas Portam
Sinopse: Uma princesa, um sapo, uma bruxa, uma lagoa, a fauna e a flora. Estes são os ingredientes principais desta linda história de amor, embalada por uma curiosa revelação.
Sobre a direção: A Cia. Malas Portam viaja pelo Brasil afora desde 2007. Seus integrantes dedicam-se ao estudo das múltiplas linguagens artísticas e as aplicam em suas apresentações, unindo teatro, música e literatura. O grupo também criou livros lançados em versões musicais animadas, como A Lagarta Caolha (2014), O Pé de Guaraná (2016) e Na Beira da Lagoa (2016).
 
SESSÃO SOBRE RODAS
Recomendada para crianças a partir de 10 anos
 
Curtas exibidos antes do longa "Sobre Rodas" (73 min). Duração: 89 min
 
O FILHO DO VIZINHO, 2010, 7min, ficção, 10 anos
Direção: Alex Vidigal
Elenco: Ian Bauer, Diego Melo, Ana Paula Braga, Andrade Júnior
Sinopse: Pela janela do seu quarto, Ronaldinho olha maravilhado as aventuras e peripécias de um garoto chamado de várias formas pela vizinhança, que fica enlouquecida com ele. Dos muitos nomes, Ronaldinho o chama de O Filho do Vizinho. Mas por quê?
Sobre o diretor: Professor de audiovisual e videomaker, Alex Vidigal começou a desenvolver projetos audiovisuais ainda na universidade. Faz trabalhos nos gêneros de ficção, documentário, videoclipe e institucional, além de trabalhar a experimentação em vídeos para a internet, como no projeto É Nóis – A Série (2004-2007).
 
UM DIA SEM GRAVIDADE, 2015, 8min, ficção, 10 anos
Direção: Julio Secchin
Elenco: Júlia Martins, Pedro Noronha, Richardo Boechat, Maria Fernanda Fiorenza.
Sinopse: No dia em que a Terra perde a gravidade, uma menina e seu cachorro embarcam em uma aventura épica enquanto tudo flutua ao seu redor.
Sobre o diretor: Julio Secchin começou a carreira dirigindo videoclipes e comerciais e fazendo produção executiva de longas-metragens. Entre seus trabalhos como diretor estão os curtas Reprise(2009) e Copyright Cops (2011).
 
SESSÃO HISTORIETAS ASSOMBRADAS
Recomendada para crianças a partir de 8 anos
 
Exibição do longa “Historietas Assombradas” (90min) e do curta “Josué e o Pé de Macaxeira”(12min)Duração: 102 min
 
JOSUÉ E O PÉ DE MACAXEIRA, 2009, 12min, animação, 8 anos
Direção: Diogo Pereira Viegas
Sinopse: Ao trocar seu burro por uma "macaxeira mágica", Josué descobre que não são apenas feijões que podem nos levar a uma aventura fantástica.
Sobre a direção: Diogo Pereira Viegas é diretor e roteirista. Além de Josué e o Pé de Macaxeira(2009), também dirigiu o curta O Rei Gastão (2013).
 
MOSTRA BRASILEIRINHOS DE CINEMA PARA CRIANÇAS
Realização: Centro Cultural Banco do Brasil
Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo – Cinema
Data: de 23 de janeiro a 4 de fevereiro de 2019
Ingressos: R$ 5,00 (meia entrada)
Algumas sessões serão gratuitas

Horários e classificação indicativa disponíveis no site:
http://culturabancodobrasil.com.br/portal/sao-paulo/

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo
Rua Álvares Penteado, 112 – Centro, São Paulo -SP
(Acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô)
(11) 3113-3651/3652 | Quarta a segunda, das 9h às 21h
ccbbsp@bb.com.br  | bb.com.br/cultura  | twitter.com/ccbb_sp  |
facebook.com/ccbbsp | instagram.com/ccbbsp
Acesso e facilidades para pessoas com deficiência | Ar-condicionado | Cafeteria e Restaurante | Loja

Estacionamento conveniado: Estapar - Rua Santo Amaro, 272 (R$ 15, necessário validar ticket na bilheteria). Traslado entre o estacionamento e o CCBB das 14h às 23h.

Captura de Tela 2018-11-28 às 11.51.51.png
MostraSinny AssessoriaBergamota, CCBB
Mostra “ACORDE! O CINEMA DE SPIKE LEE” começa dia 7 de novembro no CCBB-SP

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL SÃO PAULO APRESENTA “ACORDE! O CINEMA DE SPIKE LEE”

Com 22 longas e quatro videoclipes, a mostra de cinema busca trazer os conceitos das produções de um dos cineastas mais importantes e urgentes do século XXI

CCBB São Paulo - 7 de novembro a 3 de dezembro de 2018
CCBB Rio de Janeiro - 7 de novembro a 26 de novembro
CCBB Brasília - 20 de novembro a 9 de dezembro


O CCBB São Paulo exibe, de 07 de novembro a 03 de dezembro de 2018, a mostra ACORDE! O CINEMA DE SPIKE LEE, que apresenta ao público um dos mais importantes e urgentes cineastas contemporâneos. Com um cinema extremamente atual e um discurso inclusivo, Spike Lee aborda em sua filmografia uma visão particular da diversidade racial urbana. A mostra exibirá um recorte de 22 filmes e quatro videoclipes que representam diferentes momentos da carreira do cineasta.

-’Acorde!’, essa expressão está presente em quase todos os filmes de Spike Lee. É um chamado para a ação, para a ruptura de um comportamento padronizado, geralmente declamado por um personagem secundário para o personagem central, frequentemente em uma visão subjetiva: o ator olha para a câmera e fala ‘Acorde!’ para a plateia do cinema. “Spike Lee quer que seu cinema faça o público acordar para a realidade que o cerca - comenta o curador Jaiê Saavedra.

A Mostra acontece no mês em que se comemora o Dia da Consciência Negra (20 de novembro) e oferece ao público um panorama da obra do mais atuante cineasta afro-americano, que conquistou este ano o Grande Prêmio do Júri e Menção Especial do Prêmio Júri Ecumênico no Festival de Cannes, e o Prêmio do Público no Festival de Locarno, com Infiltrado na Klan (estreia nacional prevista para 22 de novembro).

ACORDE! O CINEMA DE SPIKE LEE traz alguns dos títulos mais recentes do cineasta, porém pouco vistos nas salas de cinema brasileiras, e alguns de seus melhores trabalhos para a televisão, como os documentários Kobe Doin' Work (2009), filmado com 30 câmeras, e Michael Jackson's Journey from Motown to Off the Wall (2016). Michael Jackson também é a estrela de um dos videoclipes da mostra - They Don't Care About Us, gravado no Rio de Janeiro e em Salvador.  Quatro filmes clássicos serão exibidos em 35mm: Mais e melhores blues (1990), Febre da selva (1991), Malcolm X (1992) e A última noite (2002), que terão sessões inclusivas (com audiodescrição e close caption).

Ao demonstrar para Hollywood o potencial de um cinema negro junto ao público amplo, Spike Lee saiu da condição duplamente marginalizada de cineasta independente e negro, fazendo dos black films parte da grande indústria do cinema americano. Após o sucesso do seu primeiro lançamento comercial, a comédia Ela quer tudo (She’s Gotta Have It, 1986), que marcou também a estreia de Spike Lee como ator, ele abriu a sua produtora - 40 acres and a Mule Filmworks (o nome é inspirado em uma promessa não cumprida que políticos fizeram a escravos recém-liberados depois da Guerra Civil americana).

Um período de intensa criatividade veio a seguir, com filmes como Faça a coisa certa (1989), Mais e melhores blues (1990), Malcolm X (1992) e Febre na selva (1991), colocando o diretor entre os grandes nomes do cinema mundial. Surpreendentemente, mesmo tendo alcançado a condição de um cineasta mainstream, Spike Lee nunca deixou de considerar a si mesmo um cineasta negro e independente. Com A hora do show (2001), uma crítica feroz à forma como Hollywood e a TV dos Estados Unidos tratavam os negros, ele consolidou definitivamente a sua posição como um dos grandes realizadores do século. Lee já trabalhou com diversas estrelas e gosta de repetir no elenco de seus filmes nomes como Denzel Washington (que encarnou Malcolm X), John Turturro, Samuel L. Jackson e Michael Imperioli. Em 2016, Lee ganhou um Oscar Honorário, mas não foi à cerimônia para marcar sua posição em um momento em que se discutia a falta de indicações de pessoas negras ao prêmio.

Spike Lee também é, antes de tudo, um cineasta com incrível domínio técnico, grande sensibilidade na direção de atores e enorme respeito à palavra. Seus primeiros filmes já se tornaram clássicos do cinema que merecem ser (re)assistidos e novamente discutidos. Um raro exemplo de um diretor que conservou enorme vigor e ousadia através das décadas, transcendendo o título de representante de um cinema negro e se tornando um dos grandes de nossa época - completa Jaiê Saavedra.

A mostra ACORDE! O CINEMA DE SPIKE LEE contará com um debate com o curador, a pesquisadora Kênia Freitas e o crítico Bruno Galindo, que ainda vai ministrar uma aula sobre o cinema de Spike Lee, ambos gratuitos, com distribuição de senhas a partir de uma hora antes do início do evento.

Os visitantes que assistirem a cinco sessões de filmes ganharão um catálogo da mostra. A programação completa estará disponível no site bb.com.br/cultura.

FILMES

Joe's Bed-Stuy Barbershop: We Cut Heads
E.U.A / 1983 / 60 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Monty Ross, Donna Bailey, Stuart Smith
Sinopse: Zack Homer (Monty Ross) passa a administrar uma barbearia depois que Joe, o antigo dono, é assassinado. Tudo que ele quer é cortar cabelo de forma tradicional, mas sua clientela vem diminuindo cada vez mais. Quando as atividades criminais praticadas por Joe são oferecidas para serem levadas adiante por Zack, ele precisa tomar uma difícil decisão. Seus negócios poderiam melhorar, mas será que vale a pena?

Ela quer tudo (She’s Gotta Have It)
E.U.A / 1986 / 90 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Tracy Camilla Johns, Redmond Hicks, John Canada Terrell, Spike Lee e Raye Dowell
Sinopse: Nola Darling (Tracy Camilla Johns) é uma jovem do Brooklyn. Bem-sucedida e de bem com a vida, possui três namorados: Jamie Overstreet (Tommy Redmond Hicks), protetor, educado e sempre bem-intencionado; Greer Childs (John Canada Terrell), vaidoso, rico e arrogante; e Mars Blackmon (Spike Lee) um cômico e imaturo jovem. Nenhum é capaz de satisfazê-la inteiramente e ela não consegue decidir com qual ficar.

Lute pela coisa certa (School Daze)
E.U.A / 1988 / 120 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Laurence Fishburne, Giancarlo Esposito, Tisha Campbell-Martin, Kyme e Joe Seneca
Sinopse: Em Mission College, uma universidade de negros sulista, Vaughn Dunlap (Laurence Fishburne) é um aluno que se envolve com problemas estudantis e que direciona suas críticas para a atual administração, que considera insensível em relação a sérios problemas sociais. Vaughn é um ativista dedicado, enquanto Half-Pint (Spike Lee), seu primo mais jovem, gasta a maior parte de seu tempo tentando ingressar na fraternidade mais popular. Os dois tentam alcançar suas metas discrepantes enquanto vem à tona um conflito racial que divide a universidade entre os "Wannabees", os mais claros, e os "Jigaboos", os mais escuros.

Faça a coisa certa (Do the Right Thing)
E.U.A / 1989 / 120 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Danny Aiello, Ossie Davis, Ruby Dee, Richard Edson, Giancarlo Esposito, Spike Lee, Bill Nunn, John Turturro e John Savage
Sinopse: Sal (Danny Aiello), um ítalo-americano, é dono de uma pizzaria em Bedford- Stuyvesant, Brooklyn. Com predominância de negros e latinos, é uma das áreas mais pobres de Nova York. Ele comanda a pizzaria juntamente com seus filhos e seu empregado Mookie (Spike Lee). No dia mais quente do ano, Buggin' Out (Giancarlo Esposito), o ativista local, vai até lá para comer uma fatia de pizza e reclama por não existirem afro-americanos na "Parede da Fama" de Sal, uma seleção de fotografias de ídolos ítalo-americanos dos esportes e do cinema. Este incidente aparentemente trivial é um dos pontos de partida para um efeito dominó que não terminará bem.

Mais e melhores blues (Mo' Better Blues)
E.U.A / 1990 / 130 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Denzel Washington, Spike Lee, Wesley Snipes, Giancarlo Esposito, Robin Harris, Joie Lee, Bill Nunn, John Turturro, Dick Anthony Williams e Cynda Williams
Sinopse: Bleek Gilliam (Denzel Washington) sonhava desde criança em ser músico, mas sua mãe insistia para que ele não largasse os estudos. Já adulto, ele se torna um trompetista de sucesso e forma a sua própria banda de jazz. No entanto, sua rivalidade no palco com Shadow Henderson (Wesley Snipes) e seus problemas com mulheres levam Bleek a conhecer o fracasso.

Febre da selva (Jungle Fever)
E.U.A / 1991 / 121 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Wesley Snipes, Annabella Sciorra, Spike Lee, Ossie Davis, Ruby Dee, Samuel L. Jackson, Lonette McKee, John Turturro, Frank Vincent, Halle Berry e Anthony Quinn
Sinopse: Jovem e bem-sucedido arquiteto negro (Wesley Snipes) causa furor quando inicia um romance extra-conjugal com sua secretária branca (Annabella Sciorra), descendente de italianos. O caso se transforma no estopim para uma acirrada disputa entre membros das duas famílias, trazendo à tona questões levantadas pela barreira racial que se apresenta no relacionamento.

Malcolm X
E.U.A / 1992 / 202 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Denzel Washington, Angela Bassett, Albert Hall, Al Freeman Jr, Delroy Lindo e Spike Lee
Sinopse: A história real de Malcolm X, que durante sua adolescência descobriu o islamismo e teve seu pai assassinado por membros da Klu Klux Klan. Ele se torna um fervoroso religioso, criando um movimento de pacificação entre as raças. A luta pelos direitos dos negros tornou Malcolm X um dos mais importantes líderes afro-americanos da história. Indicado ao Oscar por Melhor Ator (Denzel Washington) e Melhor Figurino.

Crooklyn - Uma família de pernas pro ar (Crooklyn)
E.U.A / 1994 / 115 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Alfre Woodard, Delroy Lindo, Spike Lee e Zelda Harris
Sinopse: Nova York, anos 70. Em um cenário musical efervescente, Spike Lee nos traz a vibrante história da professora Carolyn Carmichael (Alfre Woodard), uma mãe carinhosa e preocupada, seu marido Woody (Delroy Lindo), músico de Jazz, e seus cinco filhos vivendo no agitado bairro do Brooklyn. Quando Woody perde seu emprego, uma crise começa a envolver sua família e seu casamento.

Irmãos de sangue (Clockers)
E.U.A / 1995 / 129 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Harvey Keitel, John Turturro, Delroy Lindo, Mekhi Phifer, Isaiah Washington, Keith David e Pee Wee Love
Sinopse: Strike (Mekhi Phiffer) é um ''passador'', um traficante de drogas que trabalha 24 horas por dia. Quando o chefe da droga local (Delroy Lindo) informa Strike sobre uma possibilidade de promoção, aparece um traficante rival morto. O investigador Mazilli (John Turturro) deseja uma apreensão fácil. O seu colega Rocco (Harvey Keitel) quer algo muito mais difícil de encontrar: a verdade.

Garota 6 (Girl 6)
E.U.A / 1996 / 100 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Theresa Randle, Isaiah Washington e Spike Lee
Sinopse: Uma jovem atriz (Theresa Randle) tenta fazer carreira em Nova York, mas quando o dinheiro e o trabalho se tornam escassos ela arruma um emprego em uma empresa de sexo por telefone. Ela sabe criar tão bem as fantasias dos seus clientes que logo é a garota que recebe mais ligações na firma. Inicialmente, ela é seduzida pelo dinheiro, mas a situação foge de seu controle.

Todos à Bordo (Get on the Bus)
E.U.A / 1996 / 120 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Richard Belzer, De'aundre Bonds, Andre Braugher, Thomas Jefferson Byrd.
Um grupo de pessoas que não se conhece toma o ônibus rumo a Washington, para participar da Marcha do Milhão. No caminho dividem dramas pessoais e políticos, enquanto vivem pequenos conflitos e momentos de amizade.

Jogada decisiva (He Got Game)
E.U.A / 1998 / 136 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Denzel Washington, Ray Allen e Milla Jovovich
Sinopse: Jake Shuttlesworth (Denzel Washington) está na prisão cumprindo pena por ter assassinado sua esposa, após uma violenta briga doméstica. Jesus (Ray Allen), seu filho, se tornou um excelente jogador de basquete, procurado por vários times profissionais para seguir a carreira. Mas ele se sente ofuscado por seu pai, que acaba recebendo liberdade condicional com uma condição: convencer o filho a assinar um contrato para jogar basquete pela universidade Big State.

O verão de Sam (Summer of Sam)
E.U.A / 1999 / 142 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: John Leguizamo, Adrien Brody, Mira Sorvino, Jennifer Esposito e Anthony LaPaglia
Sinopse: Verão de 1977. Junto com uma onda de calor, uma série de assassinatos tem início em Nova York. A comunidade fica aterrorizada com o serial killer, que se autodenomina "Filho de Sam". No contexto do surgimento do punk-rock, da revolução sexual e da era disco, a amizade de dois homens será testada: Vinny (John Leguizamo) e Ritchie (Adrian Brody).

The Original Kings of Comedy
E.U.A / 2000 / 115 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Steve Harvey, D. L. Hughley, Cedric the Entertainer e Bernie Mac
Sinopse: Um filme-espetáculo que apresenta quatro dos maiores comediantes americanos negros em ação: Bernie Mac, Cedric The Entertainer, Steve Harvey e D.L. Hughley. Spike Lee acompanha os quatro comediantes nos bastidores e em turnê.

A hora do show (Bamboozled)
E.U.A / 2000 / 135 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Damon Wayans, Savion Glover, Jada Pinkett Smith, Tommy Davidson e Michael Rapaport
Sinopse: Pierre Delacroix (Damon Wayans) é um escritor de séries de TV que não aguenta mais a tirania de seu chefe. Sendo o único empregado negro da companhia, Delacroix resolve propor uma ideia absurda: um programa de TV estrelado por dois mendigos negros que denunciariam o estereótipo e o preconceito contra o negro na televisão americana. Seu objetivo é ser demitido, mas o programa se torna um grande sucesso.

A Última Noite (25th Hour)
E.U.A / 2002 / 134 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Edward Norton, Philip Seymour Hoffman, Barry Pepper, Rosario Dawson, Anna Paquin e Brian Cox
Sinopse: Monty Brogan (Edward Norton) é um narcotraficante condenado a sete anos de prisão e tem apenas um único dia de liberdade antes de começar a cumprir sua pena. No seu último dia antes de ir para a cadeia, Monty encontra seus amigos de infância Jacob (Philip Seymour Hoffman) e Francis (Barry Pepper), além de sua namorada Naturelle (Rosario Dawson).

Elas me odeiam, mas me querem (She Hate Me)
E.U.A / 2004 / 138 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Anthony Mackie, Kerry Washington, Ellen Barkin, Monica Bellucci, Jim Brown, Jamel Debbouze, Brian Dennehy, Woody Harrelson, Bai Ling, Q-Tip, Dania Ramirez e John Turturro
Sinopse: Um alto executivo é demitido depois de denunciar operações fraudulentas da empresa. Quando sua ex-namorada, agora lésbica, oferece dinheiro para que ele a engravide, Jack (Anthony Mackie) inicia uma prazerosa e lucrativa nova profissão.

O plano perfeito (Inside Man)
E.U.A / 2006 / 130 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Denzel Washington, Clive Owen, Jodie Foster, Christopher Plummer, Willem Dafoe e Chiwetel Ejiofor
Sinopse: Um assalto no movimentado banco Manhattan Trust chama à ação os detetives Keith Frazier (Denzel Washington) e Bill Mitchell (Chiwetel Ejiofor). Eles têm a missão de fazer contato com o líder dos bandidos, Dalton Russell (Clive Owen). Os detetives, com o auxílio do capitão John Darius (Willem Dafoe), não contavam com a frieza e a inteligência de Russell, que parece estar sempre um passo à frente das ações da polícia.

Milagre em Santa Anna (Miracle at St. Anna)
E.U.A / 2008 / 156 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Derek Luke, Michael Ealy, Laz Alonso, Omar Benson Miller, Pierfrancesco Favino e Valentina Cervi
Sinopse: Região da Toscana, Itália, durante a II Guerra Mundial. Quatro soldados negros se perdem e um deles resolve arriscar sua própria vida para salvar um garoto italiano traumatizado pela guerra.

Kobe Doin' Work
E.U.A / 2009 / 84 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Kobe Bryant
Sinopse: Spike Lee e uma equipe com 30 câmeras captaram todo o dia 13 de março de 2008 do jogador de basquete Kobe Bryant, quando o camisa 24 anotaria 20 pontos na vitória do Lakers sobre o Spurs. Um documentário que mostra mais um dia de trabalho na vida de um dos esportistas mais conhecidos do mundo.

Verão em Red Hook (Red Hook Summer)
E.U.A / 2012 / 131 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Clarke Peters, Nate Parker, Thomas Jefferson Byrd, Toni Lysaith e Jules Brown
Sinopse: A visão do mundo de um jovem garoto (Jules Brown) de classe média de Atlanta muda radicalmente quando ele passa o verão com seu avô (Clarke Peters) profundamente religioso no complexo habitacional de Red Hook, no bairro do Brooklyn, em Nova York.

Oldboy – Dias de Vingança (Oldboy)
E.U.A / 2013 / 104 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Josh Brolin, Elizabeth Olsen, Sharlto Copley e Samuel L. Jackson
Sinopse:  Ducett (Josh Brolin) é um homem arrogante e irresponsável, que enfrenta problemas no trabalho e com a família. Um dia, ele acorda em um quarto, e descobre que foi trancado lá dentro. Pelos próximos 20 anos, Joe permanece em cativeiro, sem saber quem o sequestrou, ou as razões deste ato. Enquanto isso, ele descobre pela televisão que sua ex-esposa foi assassinada, e que ele é o principal suspeito. Um dia, Joe é liberado. Com a ajuda de uma assistente social (Elizabeth Olsen), ele terá apenas três dias para descobrir quem o prendeu e realizar sua vingança.

Michael Jackson's Journey from Motown to Off the Wall
E.U.A / 2016 / 110 minutos / 14 anos
Direção: Spike Lee
Elenco: Michael Jackson, Jackie Jackson, Marlon Jackson, Joe Jackson, Katherine Jackson, Pharrell Williams, Questlove, John Legend, David Byrne, The Weeknd, Patti Austin, Carole Bayer Sager, John Branca, Kobe Bryant, Misty Copeland e Lee Daniels
Sinopse: A história de como Michael Jackson passou de astro infantil para Rei do Pop, logo após o lançamento de um de seus primeiros e mais importantes álbuns: Off the Wall (1979). Uma análise detalhada da gravação através da montagem de raras imagens de arquivo e entrevistas daqueles que contribuíram na produção do disco e daqueles cujas vidas foram afetadas pelo enorme sucesso e pela grande qualidade da obra de Michael Jackson.

Videoclipes Musicais

Public Enemy - Fight The Power

E.U.A / 1990 / 5 minutos e 21 segundos
Direção: Spike Lee
O clipe mostra imagens da Marcha para Washington de 1963 mescladas a uma manifestação pelo fim da violência contra os negros. Trilha sonora do filme Faça a coisa certa.

Prince & The New Power Generation - Money Don't Matter 2Night
E.U.A / 1992 / 5 minutos e 12 segundos
Direção: Spike Lee
Este clipe para a música de Prince não foi muito veiculado pela MTV por seu forte conteúdo político. Ele mostra, em imagens em preto e branco, uma família tentando sobreviver mesclada a imagens da Grande Depressão dos anos 30 e pobreza e desemprego dos anos 80 e 90.

Michael Jackson - They Don't Care About Us
E.U.A / 1996 / 4 minutos e 41 segundos
Direção: Spike Lee
Duas versões foram feitas para esse vídeo de Michael Jackson: uma gravada no Brasil, no Pelourinho, com a participação do grupo Olodum em Salvador e com imagens captadas também no Rio de Janeiro, no morro Santa Marta. Uma segunda versão foi feita em uma prisão americana.

Eminem - Headlights
E.U.A / 2013 / 4 minutos e 10 segundos
Direção: Spike Lee
O clipe conta a turbulenta história entre o rapper Eminem e sua mãe através dos olhos dela.

Programação São Paulo

1º Semana

Quarta, 07 de novembro
16h30 – Irmãos de sangue (1995 / 129 min / Digital) Sessão gratuita

19h – Todos a bordo (1996 / 120 min / Digital)
Quinta, 08 de novembro
17h – Ela quer tudo (1986 / 90 min / Digital) Sessão gratuita

19h – Joe's Bed-Stuy Barbershop: We Cut Heads (1983 / 60 min / Digital) Sessão gratuita
Sexta, 09 de novembro
16h15 – Elas me odeiam, mas me querem (2004 / 138 min / Digital) Sessão gratuita

19h – Jogada decisiva (1998 / 136 min / Digital)
Sábado, 10 de novembro
16h30 – Faça a coisa certa (1989 / 120 min / Digital) + Public Enemy - Fight The Power (1990 / 5 min / Digital) Sessão gratuita

19h – Irmãos de sangue (1995 / 129 min / Digital) + Prince & The New Power Generation - Money Don't Matter 2Night (1992 / 5 min / Digital) Sessão gratuita
Domingo, 11 de novembro
14h30 – O verão de Sam (1999 / 142 min / Digital) Sessão gratuita

17h15 – O plano perfeito (2006 / 130 min / Digital) Sessão gratuita
Segunda, 12 de novembro
16h – The Original Kings of Comedy (2000 / 115 min / Digital) + Eminem – Headlights (2013 / 5 min / Digital) Sessão gratuita

18h30 – Milagre em Santa Anna (2008 / 156 min / Digital) Sessão gratuita

2º Semana

Quarta, 14 de novembro
14h – Faça a coisa certa (1989 / 120 min / Digital)  Sessão Inclusiva - audiodescrição + legendagem + LIBRAS. Sessão gratuita

16h30 – Kobe Doin' Work (2009 / 84 min / Digital)

18h30 – Jogada decisiva (1998 / 136 min / Digital)
Quinta, 15 de novembro
16h – Elas me odeiam, mas me querem (2004 / 138 min / Digital) Sessão gratuita

19h – Crooklyn - Uma família de pernas pro ar (1994 / 115 min / Digital) Sessão gratuita
Sexta, 16 de novembro
17h – Garota 6 (1996 / 100 min / Digital) Sessão gratuita

19h – Verão em Red Hook (2012 / 131 min / Digital)
Sábado, 17 de novembro
17h30 – Joe's Bed-Stuy Barbershop: We Cut Heads (1983 / 60 min / Digital) Sessão gratuita

19h – O plano perfeito (2006 / 130 min / Digital) Sessão gratuita
Domingo 18 de novembro
15h30 – Michael Jackson's Journey from Motown to Off the Wall (2016 / 110 min / Digital) + Michael Jackson - They Don't Care About Us (1996 / 5 min / Digital)

18h – Oldboy – Dias de vingança (2013 / 104 min / Digital)
Segunda 19 de novembro
15h30 – A hora do show (2000 / 135 min / Digital)

18h30 – Milagre em Santa Anna (2008 / 156 min / Digital) Sessão gratuita

3º Semana

Quarta, 21 de novembro
16h15 – A hora do show (2000 / 135 min / Digital)

19h – The Original Kings of Comedy (2000 / 115 min / Digital) + Eminem – Headlights (2013 / 5 min / Digital) Sessão gratuita

Quinta 22, de novembro
16h30 – Faça a coisa certa (1989 / 120 min / Digital) + Public Enemy - Fight The Power (1990 / 5 min / Digital) Sessão gratuita

19h – DEBATE com Jaiê Saavedra, Bruno Galindo e Kênia Freitas
Sexta 23, de novembro
16h – Kobe Doin' Work (2009 / 84 min / Digital)

18h – Malcolm X (1992 / 202 min / 35mm)
Sábado 24, de novembro
16h – Curso com Bruno Galindo

18h30 – A última noite (2002 / 134 min / 35mm)
Domingo, 25 de novembro
13h15 – A última noite (2002 / 134 min / 35mm)

16h – Malcolm X (1992 / 202 min / 35mm)
Segunda, 26 de novembro
16h30 – Lute pela coisa certa (1988 / 120 min / Digital) Sessão gratuita

19h – Verão em Red Hook (2012 / 131 min / Digital)

4º Semana

Quarta, 28 de novembro
17h – Garota 6 (1996 / 100 min / Digital) Sessão gratuita

19h – Lute pela coisa certa (1988 / 120 min / Digital) Sessão gratuita

Quinta, 29 de novembro
17h – Crooklyn - Uma família de pernas pro ar (1994 / 115 min / Digital) Sessão gratuita

19h30 – Ela quer tudo (1986 / 90 min / Digital) + Prince & The New Power Generation - Money Don't Matter 2Night (1992 / 5 min / Digital) Sessão gratuita
Sexta, 30 de novembro
16h – O verão de Sam (1999 / 142 min / Digital) Sessão gratuita

19h – Mais e melhores blues (1990 / 130 min / 35mm)
Sábado, 1 de dezembro
16h45 – Oldboy – Dias de vingança (2013 / 104 min / Digital)

19h – Febre da selva (1991 / 121 min / 35mm)
Domingo, 2 de dezembro
15h – Mais e melhores blues (1990 / 130 min / 35mm)

17h30 – Febre da selva (1991 / 121 min / 35mm)
Segunda, 3 de dezembro
16h30 – Michael Jackson's Journey from Motown to Off the Wall (2016 / 110 min / Digital) + Michael Jackson - They Don't Care About Us (1996 / 5 min / Digital)

19h – Todos a bordo (1996 / 120 min / Digital)  

SERVIÇO

Mostra “Acorde! O Cinema de Spike Lee”
Patrocínio: Banco do Brasil
Curadoria: Jaiê Saavedra

Produção: Júlio Bezerra
Realização: Centro Cultural Banco do Brasil

Data: 07 de novembro a 03 de dezembro de 2018
Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia entrada)

Horários e classificação indicativa disponíveis no site:
http://culturabancodobrasil.com.br/portal/sao-paulo/

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo
Rua Álvares Penteado, 112 – Centro, São Paulo -SP
(Acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô)
(11) 3113-3651/3652 | Quarta a segunda, das 9h às 21h
ccbbsp@bb.com.br  | bb.com.br/cultura  | twitter.com/ccbb_sp  |
facebook.com/ccbbsp | instagram.com/ccbbsp
Acesso e facilidades para pessoas com deficiência | Ar-condicionado | Cafeteria e Restaurante | Loja

Estacionamento conveniado: Estapar - Rua Santo Amaro, 272 (R$ 15, necessário validar ticket na bilheteria). Traslado entre o estacionamento e o CCBB das 14h às 23h.

Mostra Gratuita - MONSTROS NO CINEMA no CCBB-SP

Filmes de personagens icônicos como Drácula, Frankenstein, Múmia e Lobisomem juntam-se ao Alien, Freddy Krueger e King Kong, entre outros, para uma mostra inédita e gratuita com 39 filmes, debate, master class e oficina

Mostra_monstros_no_cinema.jpg

A mostra MONSTROS NO CINEMA faz um apanhado dos filmes de monstros que tanto aterrorizam ou encantam o público no mundo inteiro. A retrospectiva reúne os principais títulos já produzidos, entre vários estilos, períodos e nacionalidades, incluindo filmes realizados no Brasil. A mostra, que já aconteceu no Rio de Janeiro e Brasília, desembarca em São Paulo de 5 de setembro a 1º de outubro.

MONSTROS NO CINEMA será uma viagem pelo tempo para mostrar como a indústria cinematográfica criou e ainda hoje consegue manter um subgênero tão rentável. Desde o começo, na Alemanha, com GOLEM, passando pelos monstros clássicos dos estúdios Universal (DRÁCULA, FRANKENSTEIN, A MÚMIA, O LOBISOMEM), chegando no período da Guerra Fria e da ameaça nuclear de GODZILLA, incluindo os seres de outros planetas (ALIEN, O 8º PASSAGEIRO) e aqueles frutos dos nossos pesadelos (A HORA DO PESADELO) ou de experiências malsucedidas (A MOSCA). O Brasil estará representado com A MEIA NOITE LEVAREI SUA ALMA, do mestre José Mojica Marins, e MAR NEGRO, de Rodrigo Aragão, que revolucionou o gênero do horror brasileiro com suas produções. As crianças, quase sempre vítimas dessas criaturas soturnas, poderão ir sem medo conferir MONSTROS S.A. e A FESTA DO MONSTRO MALUCO. E a força desse subgênero se faz presente quando a própria indústria cinematográfica a reverência em obras como DEUSES & MONSTROS, O JOVEM FRANKENSTEIN e o recente sucesso A FORMA DA ÁGUA.

Os monstros fazem parte do nosso imaginário desde a mais tenra infância. Sejam os monstros que se escondem debaixo de nossas camas, dentro do guarda-roupa ou aqueles que adentram os nossos quartos a noite com a simples missão de nos amedrontar. Seres sombrios, assustadores, disformes, os monstros nos acompanham durante toda a nossa vida. O cinema desde os seus primórdios usou a figura do monstro não só para contar narrativas de terror, mas também para usá-los como metáforas da sociedade. A mostra MONSTROS NO CINEMA reunirá vários desses seres que encontraram na sétima arte um espaço para serem conhecidos, refletir sobre a sociedade e principalmente, horrorizar a todos nós – explica o curador da mostra Breno Lira Gomes.

Serão 39 filmes, divididos em 59 sessões. Sendo que três delas (GREMILINS, A FORMA DA ÁGUA e DRÁCULA DE BRAM STOCKER) terão uma sessão com recursos de acessibilidade, além dos debates com o curador, nos dias 12 e 28 de setembro, de uma máster class no dia 22 e oficinas nos dias 15 e 29 de setembro.

FILMES:

Os clássicos:
O Golem, como veio ao mundo (1920, Alemanha, P&B, 68min, 14 anos)
Diretores: Paul Wegener e Carl Boese
Sinopse: Em meados do século 19, uma comunidade judaica, da cidade de Praga, é ameaçada por um decreto do imperador. Na tentativa de salvar seu povo da desgraça, o Rabino  Loew dá vida a um Golem. 

Drácula (1931, EUA, P&B, 74 min, 12 anos)
Diretor: Tod Browning
Sinopse: Drácula é um conde vindo dos Cárpatos que aterroriza Londres por carregar uma maldição que o obriga a beber sangue humano para sobreviver. Após transformar uma jovem em vampira ele concentra suas atenções em uma amiga dela.

Frankenstein (1931, EUA, P&B, 70 min, 12 anos) 
Diretor: James Whale
Sinopse: Henry Frankenstein, um cientista louco, vagueia à noite pelo cemitério na companhia de Fritz, um anão corcunda que é seu assistente. Frankenstein procura mortos e costura partes de diversos cadáveres
 
O médico e o monstro (1931, EUA, P&B, 98min, 16 anos)
Diretor: Rouben Mamoulian
Sinopse: Primeira versão sonora da história clássica de Robert Louis Stevenson, obra-prima de Mamoulian. Um médico testa uma fórmula que pode desencadear o mal interior das pessoas.

A múmia (1932, EUA, P&B, 73min, 12 anos)
Diretor: Karl Freund  
Sinopse: Em 1921, uma expedição no Egito descobre a múmia do antigo príncipe Im-Ho-Tep, condenado e enterrado vivo por sacrilégio. Também no túmulo está o Pergaminho de Thoth, que pode trazer os mortos de volta.
 
O homem invisível (1933, EUA, P&B, 72min, 12 anos)
Diretor: James Whale
Um cientista que se dedicou à pesquisa em ótica, inventa uma maneira de mudar o índice de refração do corpo, de modo que não absorva nem reflita a luz, se tornando invisível.

A Noiva de Frankenstein (1935, EUA, P&B, 75 min, Livre)
Diretor: James Whale
Sinopse: Dr. Frankenstein e seu monstro retornam, pois não estavam mortos como inicialmente se acreditava. O pesquisador planeja parar suas demoníacas experiências, mas...

O lobisomem (1941, EUA, P&B, 70min, 12 anos) 
Diretor: George Waggner
Sinopse: Depois da morte do irmão, Larry Talbot retorna para sua casa no País de Gales, para se reconciliar com o pai. Larry fica romanticamente interessado em Gwen Conliffe, que administra uma loja de antiguidades.
 
O fantasma da ópera (1943, EUA, Cor, 93min, 14 anos)
Diretor: Arthur Lubin
Sinopse: O violinista Claudin ama a incansável soprano operística Christine Dubois e secretamente auxilia sua carreira. Todavia Claudin mata uma editora de música num ataque de loucura e tem seu rosto deformado com ácido.
 
O monstro da lagoa negra (1954, EUA, P&B, 79min, Livre) 
Diretor: Jack Arnold
Sinopse: Combinando o estilo monstro clássico com a ficção científica dos anos 1950, a história gira em torno de uma criatura meio humana, meio peixe, escondida nas profundezas da Amazônia.
 
Reinventando os clássicos
Drácula - O vampiro da Noite (1958, Reino Unido, Cor, 82 min, 16 anos)
Diretor: Terence Fisher
Sinopse: No século XIX na Alemanha, Jonathan Harker vai até o castelo do Conde Drácula, mesmo sendo advertido por sua esposa Lucy a não ir. Ao chegar lá ele é atacado por uma vampira.
 
Drácula de Bram Stocker (1992, EUA/Reino Unido/Romênia, Cor, 127min, 14 anos)
Diretor: Francis Ford Coppola
Sinopse: Baseado no romance homônimo. Em 1462, Vlad Dracula , um membro da Ordem do Dragão , retorna de uma vitória contra os turcos para encontrar sua esposa, Elisabeta, morta.
 
Um lobisomem americano em Londres (1983, EUA/Reino Unido, Cor, 97min, 18 anos) 
Diretor: John Landis
Sinopse: Dois estudantes universitários americanos numa excursão a pé pela Grã-Bretanha são atacados por um lobisomem que nenhum dos habitantes locais admite existir.
 
A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça (1999, EUA, Cor, 105 min, 18 anos)
Diretor: Tim Burton                                                                                                               
Sinopse: Em 1799, uma série de crimes envolvendo inocentes acontece no pequeno vilarejo de Sleepy Hollow. Para investigar o caso é chamado o detetive nova-iorquino Ichabod Crane.

Os malditos
Monstros (1932, EUA, P&B, 63min, 16 anos) 
Diretor: Tod Browning
Sinopse: Baseado em elementos do conto " Spurs ", de Tod Robbins, Freaks é um filme de terror pré-Código de 1932 da American MGM produzido e dirigido por Tod Browning.

A pequena Loja dos Horrores (1960, EUA, P&B, 72 min, 14 anos)                                                
Diretor: Roger Corman                                                                                                      
Sinopse: O submisso ajudante de floricultura Seymour é apaixonado pela colega de trabalho Audrey. Durante um eclipse, ele descobre uma planta incomum.
 
O vingador tóxico (1984, EUA, Cor, 82min, 18 anos)
Diretores: Lloyd Kaufman e Michael Herz                                                                                      
Sinopse: Esta é a história de Melvin, o faxineiro de Tromaville, que inadvertidamente confia nos membros hedonistas, desdenhosos e vaidosos do Clube da Saúde, a ponto de cair num tanque de lixo tóxico.

A mosca (1986, EUA/Reino Unido/Canadá, 96min, 14 anos)
Diretor: David Cronenberg                                                                                   
Sinopse: A Mosca é um filme de terror e ficção científica, dirigido e co-escrito por David Cronenberg. Vagamente baseado num conto homônimo de 1957 do autor George Langelaan.

A hora do pesadelo (1986, EUA, Cor, 92min, 18 anos)  
Diretor:  Wes Craven     
Sinopse: A Hora do Pesadelo é um filme de terror e fantasia e primeiro de uma profícua série. Situado na cidade fictícia de Springwood, Ohio, mais especificamente na rua Elm.
 
Os gigantes
King Kong (1933, EUA, P&B, 94min, Livre) 
Diretores: Merian C. Cooper e Ernest B. Schoedsack                              
Sinopse: Uma expedição a uma ilha desconhecida e inexplorada, revela surpresas.
 
Godzilla (1954, Japão, P&B, 96min, 12 anos)                                                                                      
Diretor: Ishiro Honda                                                                                                                 
Sinopse: Japão em pânico depois que vários navios explodem e são afundados. No início, as autoridades pensam ser alguma atividade vulcânica submarina.
 
Tubarão (1975, EUA, Cor, 124min, 14 anos)                                                                    
Diretor: Steven Spielberg                                                                                         
Sinopse: O novo chefe de polícia de Amity, uma cidade resort em Massachusetts, é chamado até a praia, onde o corpo mutilado de uma jovem é encontrado.
 
O hospedeiro (2006, Corea do Sul, Cor, 110min, 14 anos)                                                               
Diretor:  Bong Joon-ho                                                                                       
Sinopse: Resultado de malfadadas experiências nas águas do Rio Han, uma criatura gigante emerge do rio e parte para cima das pessoas. Mas a criatura não é apenas um perigo direto.
 
Cloverfield – monstro (2008, EUA, Cor, 90min, 14 anos) 
Diretor:  Matt Reeves                                                                                                               
Sinopse: Acompanhe cinco nova-iorquinos a partir da perspectiva de uma câmera de vídeo portátil. O filme ainda mostra pedaços de vídeo previamente gravados.
 
Os alienígenas
Alien – O 8º passageiro (1979, EUA, Cor, 140min, 14 anos)                                           
Diretor: Ridley Scott                                                                                      
Sinopse: A nave Nostromo cruza o espaço até um planeta desconhecido, onde algo misterioso está ocorrendo. Após investigar fatos estranhos sua tripulação retorna à bordo, contudo há alguém a mais com eles.
 
O enigma de outro mundo (1983, EUA, Cor, 109min, 16 anos)                                           
Diretor: John Carpenter                                                                                      
Sinopse: Algo estranho está ocorrendo na Antártida, nosso continente gelado. Terrível demais para ser descrito em palavras, um monstro mata indistintamente quaisquer seres vivos que dele se aproximem.
 
Monstros & Crianças
A festa do monstro maluco (1967, EUA, Cor, 95min, Livre)
Diretor: Jules Bass                                                                                                                    
Sinopse: Cult comédia musical em stop motion, produzida pela Rankin/ Bass Productions. O barão Boris von Frankenstein (dublado no original por Boris Karloff) promove uma grande festa.
 
Gremlins (1984, EUA, Cor, 102min, Livre)                                                                                            
Diretor: Joe Dante                                                                                                       
Sinopse: Um inventor fracassado visita Chinatown em busca de um presente de natal para seu filho. E numa espécie de antiquário, ele encontra uma criatura peluda e fofinha de nome Mogwai.
 
Monstros S.A (2001, EUA, Cor, 92min, Livre)                                                                       
Diretor: Pete Docter                                                                                        
Sinopse: Uma cidade só de monstros, sem humanos chamada Monstropolis. Tudo corria na mais perfeita paz, até que um pequeno ciclope verde descobre o que acontece quando o mundo real interage com a dimensão deles.
 
Onde vivem os monstros (2009, EUA, Cor, 101min, 10 anos)                                         
Diretor: Spike Jonze                                                                                               
Sinopse: Um jovem tem uma imaginação ativa, e costuma não aceitar qualquer contrariedade. Após um incidente com a irmã e por achar que sua mãe presta mais atenção no namorado, ele foge de casa.

Frankenweenie (2012, EUA, P&B, 87 min, 10 anos)                                                               
Diretor: Tim Burton                                                                                                             
Sinopse: Victor adora fazer filmes caseiros de terror, quase sempre estrelados por seu cachorro Sparky. Quando o cão morre atropelado, Victor fica triste e inconformado.
 
Monstros Brasileiros
À meia noite levarei sua alma (1964, Brasil, P&B, 81min, 16 anos)                                            
Diretor: José Mojica Marins                                                                             
Sinopse: Numa pequena cidade, o covarde coveiro Zé do Caixão é temido pelos habitantes locais. Ele vive com uma esposa estéril e obcecado por ter um filho, assedia a noiva de um amigo.
 
Mar negro (2014, Brasil, Cor, 92min, 18 anos)                                                                       
Diretor: Rodrigo Aragão                                                                                    
Sinopse: Uma mancha negra atinge o litoral de um pequeno vilarejo no Brasil e traz uma estranha doença que transforma os animais marinhos em predadores assassinos.
 
Filmes homenagens
O jovem Frankenstein (1974, EUA, P&B, 105min, 10 anos)                                            
Diretor: Mel Brooks                                                                                                
Sinopse: Obra-prima de Mel Brooks. Um jovem neurocirurgião herda o castelo de seu avô, o famoso Dr. Victor von Frankenstein (ou quase isso). No castelo ele encontra um corcunda engraçado chamado Igor.
 
A pequena loja dos horrores (1986, EUA, Cor, 94min, 14 anos)                                         
Diretor: Frank Oz                                                                                                      
Sinopse: Um órfão nerd de nome Seymour, trabalha numa loja de flores na área urbana de Skid Row em Los Angeles. Ele tem uma quedinha pela colega de trabalho Audrey e é vigiado de perto pelo patrão.
 
Deuses e monstros (1998, EUA/Reino Unido, Cor e P&B, 105min, 14 anos) 
Diretor: Bil Condon                                                                                        
Sinopse: Os últimos dias na vida do ator e diretor James Whale. Após sofrer uma série de derrames e atormentado por lembranças do passado, suas relações promíscuas e um de seus maiores sucessos no cinema.
 
Sexta-feira 13 (2009, EUA, Cor, 97min, 18 anos)
Diretor: Marcus Nispel
Sinopse: Recriação do clássico de terror. Grupo de jovens vasculha Cristal Lake, em busca de uma moça desaparecida. Mal sabem eles que o mal está presente por lá, na figura de um assassino imortal: o terrível Jason Voorhees.
 
Círculo de fogo (2013, EUA, Cor, 132min, 12 anos)                                                                 
Diretor: Guillermo del Toro                                                                                       
Sinopse: Drama de ação ambientado num futuro distante, quando a Terra está em guerra com os Kaiju, monstros marinhos colossais que emergiram de um portal interdimensional no fundo do Oceano Pacífico.
 
A forma da água (2017, EUA, Cor, 121min, 16 anos)                                                              
Diretor: Guillermo del Toro                                                                            
Fábula sobrenatural com pano de fundo da época da Guerra Fria. Estados Unidos, ali por volta de 1962. No laboratório oculto de alta segurança do governo, experiências bizarras são realizadas.
 
PROGRAMAÇÃO SÃO PAULO
 
05 de setembro – quarta-feira
 
17h – Drácula (1931, 74min), de Tod Browning – 12 anos
19h45 – O golem, como ele veio ao mundo (1920, 68min), de Paul Wegener e Carl Boese – 14
anos
 
06 de setembro – quinta-feira
 
17h – Gremlins (1984, 102min), de Joe Dante – Livre SESSÃO COM AUDIODESCRIÇÃO
19h15 - O médico e o monstro (1931, 98min), de Rouben Mamoulian – 16 anos
 
07 de setembro – sexta-feira
 
17h – Sexta-feira 13 (2009, 97min), de Marcus Nispel – 18 anos
19h15 - A lenda do cavaleiro sem cabeça (1999, 105min), de Tim Burton – 18 anos
 
08 de setembro – sábado
 
15h - A festa do monstro maluco (1967, 95min), de Jules Bass - Livre
17h - A múmia (1932, 73min), de Karl Freund – 12 anos
19h - O lobisomem (1941, 70min), de George Waggner – 12 anos
 
09 de setembro – domingo
 
16h - O fantasma da ópera (1943, 93min), de Arthur Lubin – 14 anos
18h - O homem invisível (1933, 72min), de James Whale – 12 anos
10 de setembro – segunda-feira
 
17h - A pequena loja dos horrores (1986, 94min), de Frank Oz – 14 anos
19h45 - A pequena loja dos horrores (1960, 72min), de Roger Corman – 14 anos
 
12 de setembro – quarta-feira
 
15h30 - A forma da água (2017, 121min), de Guillermo del Toro – 16 anos SESSÃO COM
LEGENDA DESCRITIVA
18h – Monstros (Freaks) (1932, 63min), de Tod Browning – 16 anos
19h15 – Debate CINEMA & MONSTROS: UMA HISTÓRIAS DE AMOR, com o curador Breno Lira
Gomes, o cineasta Marco Dutra e a pesquisadora Laura Loguercio Cánepa (Com intérprete de
Libras)
 
13 de setembro – quinta-feira
 
15h - A múmia (1932, 73min), de Karl Freund – 12 anos
17h - O lobisomem (1941, 70min), de George Waggner – 12 anos
19h15 – Um lobisomem americano em Londres (1983, 97min), de John Landis – 18 anos
 
14 de setembro – sexta-feira
 
15h – A hora do pesadelo (1986, 92min), de Wes Craven – 18 anos
17h – Mar negro (2014, 92min), de Rodrigo Aragão – 18 anos
19h15 – A meia noite levarei sua alma (1964, 81min), de José Mojica Marins – 16 anos
 
15 de setembro - sábado
 
10h – Oficina de Caracterização e Maquiagem
15h - King Kong (1933, 94min), Merian Caldwell Cooper e Ernest B. Schoedsack - Livre
17h - O monstro da lagoa negra (1954, 79min), de Jack Arnold - Livre
18h30 - A forma da água (2017, 121min), de Guillermo del Toro – 16 anos
 
16 de setembro - domingo
 
14h- Drácula (1931, 74min), de Tod Browning – 12 anos
16h – Drácula – O vampiro da noite (1958, 82min), de Terence Fisher – 16 anos
18h – Drácula de Bram Stocker (1992, 127min), de Francis Ford Coppola – 14 anos
 
17 de setembro – segunda-feira
 
17h - Frankenstein (1931, 70min), de James Whale – 12 anos
19h15 - Onde vivem os monstros (2009, 101min), de Spike Jonze – 10 anos
 
19 de setembro – quarta-feira
 
16h30 – Círculo de fogo (2013, 132min), de Guillermo del Toro – 12 anos
19h - O hospedeiro (2007, 110min), de Bong Joon-ho – 14 anos
 
20 de setembro – quinta-feira
 
15h – Um lobisomem americano em Londres (1983, 97min), de John Landis – 18 anos
17h - A mosca (1986, 96min), de David Cronenberg – 14 anos
19h30 - O vingador tóxico (1984, 82min), de Lloyd Kaufman e Michael Herz – 18 anos
 
21 de setembro – sexta-feira
 
15h - Cloverfield – monstro (2008, 90min), de Matt Reeves – 14 anos
17h - King Kong (1933, 94min), Merian Caldwell Cooper e Ernest B. Schoedsack - Livre
19h15 - Godzilla (1954, 96min), de Ishirô Honda – 12 anos
 
22 de setembro - sábado
 
10h – master class Da natureza dos monstros: o fascínio do gênero horror no cinema
15h30 - Monstros S.A (2001, 92min), de Pete Docter - Livre
17h20 - A pequena loja dos horrores (1986, 94min), de Frank Oz – 14 anos
19h15 - Gremlins (1984, 102min), de Joe Dante – Livre
 
23 de setembro - domingo
 
14h – Onde vivem os monstros (2009, 101min), de Spike Jonze – 10 anos
16h – O jovem Frankenstein (1974, 105min), de Mel Brooks – 10 anos
18h - Deuses e monstros (1998, 105min), de Bil Condon – 14 anos
 
24 de setembro – segunda-feira
 
17h30 - A noiva de Frankenstein (1935, 75min), de James Whale - Livre
19h - Tubarão (1975, 124min), Steven Spielberg – 14 anos
 
26 de setembro – quarta-feira
 
16h - O enigma de outro mundo (1983, 109min), de John Carpenter – 16 anos
18h30 - Alien – O 8º passageiro (1979, 140min), de Ridley Scott – 14 anos
 
27 de setembro – quinta-feira
 
16h30 - Drácula de Bram Stocker (1992, 127min), de Francis Ford Coppola – 14 anos SESSÃO
COM INTERPRETAÇÃO EM LIBRAS
19h30 - Drácula – O vampiro da noite (1958, 82min), de Terence Fisher – 16 anos
 
28 de setembro – sexta-feira
 
15h30 - O monstro da lagoa negra (1954, 79min), de Jack Arnold - Livre
17h15 - Cloverfield – monstro (2008, 90min), de Matt Reeves – 14 anos
19h – Debate DE ONDE NASCEM OS MONSTROS? Com o curador Breno Lira Gomes, a crítica
Flávia Guerra e o pesquisador Carlos Primati
 
29 de setembro - sábado
 
10h – Oficina de Caracterização e Maquiagem
15h - Frankenweenie (2012, 87min), de Tim Burton – 10 anos
17h - Frankenstein (1931, 70min), de James Whale – 12 anos
19h - A noiva de Frankenstein (1935, 75min), de James Whale - Livre
 
30 de setembro - domingo
 
14h - O enigma de outro mundo (1983, 109min), de John Carpenter – 16 anos
16h30 - A mosca (1986, 96min), de David Cronenberg – 14 anos
18h30 - A hora do pesadelo (1986, 92min), de Wes Craven – 18 anos
 
01 de outubro - segunda
 
15h - Alien – O 8º passageiro (1979, 140min), de Ridley Scott – 14 anos
19h15 - Mar negro (2014, 92min), de Rodrigo Aragão – 18 anos
 
Sobre o Curador
A curadoria da mostra MONSTROS NO CINEMA está a cargo de Breno Lira Gomes. Jornalista e produtor cultural mineiro, residente no Rio de Janeiro, com passagens pelo curso de cinema da Universidade Estácio de Sá, pela Pipa Produções, pelo Ponto Cine e pela Mostra Geração do Festival do Rio. É curador dos festivais Curta Cabo Frio e Maranhão na Tela desde 2007. Assinou a curadoria e coordenação geral das mostras El Deseo - O apaixonante cinema de Pedro Almodóvar; Cacá Diegues - Cineasta do Brasil; Simplesmente Nelson; A luz (imagem) de Walter Carvalho; O maior ator do Brasil – 100 anos de Grande Othelo; e Pérola Negra: Ruth de Souza. Foi curador e produtor executivo do projeto É Massa! 1ª Mostra do Cinema de Pernambuco. É produtor executivo da mostra Os Melhores Filmes do Ano da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro (ACCRJ) desde 2010. Foi produtor executivo das mostras Irmãos Coen – Duas mentes brilhantes; Filmes à mesa; Dario Argento e seu mundo de horror; James Dean – Eternamente jovem; Claudio Pazienza, o encontro que nos move; Neville d’Almeida – Cronista da beleza e do caos; Cine Doc Fr – Mostra de Cinema Documentário Francês Contemporâneo; Carlos Reichenbach – O cinema de autor brasileiro; George A. Romero – A crônica social dos mortos-vivos; O Cinema de Murilo Salles – O Brasil em cada plano; Cine Uruguai; Luís Buñuel – Vida e obra e do curso Questão de Crítica. Coordenou a produção do Curso de Crítica Cinematográfica com Mario Abbade e das mostras John Waters – O papa do trash; Jornada nas Estrelas: Brasil – A fronteira final; David Lynch – O lado sombrio da alma e a 1ª Mostra Cine Literário. Fez a direção de produção do 18º Festival Brasileiro de Cinema Universitário. Foi pesquisador do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, realizado anualmente pela Academia Brasileira de Cinema, entre 2012 e 2016.
 
SERVIÇO:
Mostra MONSTROS NO CINEMA
Patrocínio: Banco do Brasil
Produção e Curadoria: Breno Lira Gomes
Realização: Centro Cultural Banco do Brasil
 
Data: 05 de setembro a 01 de outubro
Todos os ingressos: gratuitos
 
Horários e classificação indicativa disponíveis no site:
http://culturabancodobrasil.com.br/portal/sao-paulo/
 
Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo
Rua Álvares Penteado, 112 – Centro. São Paulo -SP
(Acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô)
(11) 3113-3651/3652 | Quarta a segunda, das 9h às 21h
 
ccbbsp@bb.com.br  |  www.bb.com.br/cultura  |  www.twitter.com/ccbb_sp  |
www.facebook.com/ccbbsp | www.instagram.com/bancodobrasil
 
Acesso e facilidades para pessoas com deficiência | Ar-condicionado | Cafeteria e Restaurante | Loja
Estacionamento conveniado: Estapar - Rua Santo Amaro, 272.
Traslado gratuito até o CCBB. No trajeto de volta, a van tem parada na estação República do Metrô.
Valor: R$ 15 pelo período de 5 horas.
É necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB.

 
MOSTRA MONSTROS NO CINEMA INVADE O CCBB DE BRASÍLIA

FILMES

OS MONSTROS CLÁSSICOS

O Golem, como veio ao mundo (Der Golem, wie er in die Welt kam)
(1920, Alemanha, P&B, 68min, 14 anos)
Diretores: Paul Wegener e Carl Boese
Sinopse: Em meados do século 19, uma comunidade judaica, da cidade de Praga, é ameaçada por um decreto do imperador. Na tentativa de salvar seu povo da desgraça, o Rabino Loew dá vida a um Golem.

Drácula (Dracula)
(1931, EUA, P&B, 74 min, 12 anos)
Diretor: Tod Browning
Sinopse: Drácula é um conde vindo dos Cárpatos que aterroriza Londres por carregar uma maldição que o obriga a beber sangue humano para sobreviver. Após transformar uma jovem em vampira ele concentra suas atenções em uma amiga dela.

Frankenstein (Frankenstein)
(1931, EUA, P&B, 70 min, 12 anos)
Diretor: James Whale
Sinopse: Henry Frankenstein, um cientista louco, vagueia à noite pelo cemitério na companhia de Fritz, um anão corcunda que é seu assistente. Frankenstein procura mortos e costura partes de diversos cadáveres.

O Médico e o Monstro (Dr. Jekyll and Mr. Hyde)
(1931, EUA, P&B, 98min, 16 anos)
Diretor: Rouben Mamoulian
Sinopse: Primeira versão sonora da história clássica de Robert Louis Stevenson, obra-prima de Mamoulian. Um médico testa uma fórmula que pode desencadear o mal interior das pessoas.

A Múmia (The Mummy)
(1932, EUA, P&B, 73min, 12 anos)
Diretor: Karl Freund
Sinopse: Em 1921, uma expedição no Egito descobre a múmia do antigo príncipe Im-Ho-Tep, condenado e enterrado vivo por sacrilégio. Também no túmulo está o Pergaminho de Thoth, que pode trazer os mortos de volta.

O Homem Invisível (The Invisible Man)
(1933, EUA, P&B, 72min, 12 anos)
Diretor: James Whale
Um cientista que se dedicou à pesquisa em ótica, inventa uma maneira de mudar o índice de refração do corpo, de modo que não absorva nem reflita a luz, se tornando invisível.

A Noiva de Frankenstein (The Bride of Frankenstein)
(1935, EUA, P&B, 75 min, Livre)
Diretor: James Whale
Sinopse: Dr. Frankenstein e seu monstro retornam, pois não estavam mortos como inicialmente se acreditava. O pesquisador planeja parar suas demoníacas experiências, mas...

O Lobisomem (The Wolf Man)
(1941, EUA, P&B, 70min, 12 anos)
Diretor: George Waggner
Sinopse: Depois da morte do irmão, Larry Talbot retorna para sua casa no País de Gales, para se reconciliar com o pai. Larry fica romanticamente interessado em Gwen Conliffe, que administra uma loja de antiguidades.

O Fantasma da Ópera (The Phantom of the Opera)
(1943, EUA, Cor, 93min, 14 anos)
Diretor: Arthur Lubin
Sinopse: O violinista Claudin ama a incansável soprano operística Christine Dubois e secretamente auxilia sua carreira. Todavia Claudin mata uma editora de música num ataque de loucura e tem seu rosto deformado com ácido.

O Monstro da Lagoa Negra (Creature from the Black Lagoon)
(1954, EUA, P&B, 79min, Livre)
Diretor: Jack Arnold
Sinopse: Combinando o estilo monstro clássico com a ficção científica dos anos 1950, a história gira em torno de uma criatura meio humana, meio peixe, escondida nas profundezas da Amazônia.

REINVENTANDO OS MONSTROS CLÁSSICOS

Drácula - O Vampiro da Noite (Horror of Dracula)
(1958, Reino Unido, Cor, 82 min, 16 anos)
Diretor: Terence Fisher
Sinopse: No século XIX na Alemanha, Jonathan Harker vai até o castelo do Conde Drácula, mesmo sendo advertido por sua esposa Lucy a não ir. Ao chegar lá ele é atacado por uma vampira.

Drácula de Bram Stocker (Bram Stoker’s Dracula)
(1992, EUA/Reino Unido/Romênia, Cor, 127min, 14 anos)
Diretor: Francis Ford Coppola
Sinopse: Baseado no romance homônimo. Em 1462, Vlad Dracula, um membro da Ordem do Dragão, retorna de uma vitória contra os turcos para encontrar sua esposa, Elisabeta, morta.

Um Lobisomem Americano em Londres (An American Werewolf in London)
(1983, EUA/Reino Unido, Cor, 97min, 18 anos)
Diretor: John Landis
Sinopse: Dois estudantes universitários americanos numa excursão a pé pela Grã-Bretanha são atacados por um lobisomem que nenhum dos habitantes locais admite existir.

A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça (Sleepy Hollow)
(1999, EUA, Cor, 105 min, 18 anos)
Diretor: Tim Burton
Sinopse: Em 1799, uma série de crimes envolvendo inocentes acontece no pequeno vilarejo de Sleepy Hollow. Para investigar o caso é chamado o detetive nova-iorquino Ichabod Crane.

OS MALDITOS

Monstros (Freaks)
(1932, EUA, P&B, 63min, 16 anos)
Diretor: Tod Browning
Sinopse: Baseado em elementos do conto " Spurs ", de Tod Robbins, Freaks é um filme de terror pré-Código de 1932 da American MGM produzido e dirigido por Tod Browning.

A Pequena Loja dos Horrores (Little Shop of Horrors)
(1960, EUA, P&B, 72 min, 14 anos)
Diretor: Roger Corman
Sinopse: O submisso ajudante de floricultura Seymour é apaixonado pela colega de trabalho Audrey. Durante um eclipse, ele descobre uma planta incomum.

O Vingador Tóxico (The Toxic Avenger)
(1984, EUA, Cor, 82min, 18 anos)
Diretores: Lloyd Kaufman e Michael Herz
Sinopse: Esta é a história de Melvin, o faxineiro de Tromaville, que inadvertidamente confia nos membros hedonistas, desdenhosos e vaidosos do Clube da Saúde, a ponto de cair num tanque de lixo tóxico.

A Mosca (The Fly)
(1986, EUA/Reino Unido/Canadá, 96min, 14 anos)
Diretor: David Cronenberg
Sinopse: A Mosca é um filme de terror e ficção científica, dirigido e co-escrito por David Cronenberg. Vagamente baseado num conto homônimo de 1957 do autor George Langelaan.

A Hora do Pesadelo (A Nightmare on Elm Street)
(1986, EUA, Cor, 92min, 18 anos)  Diretor: Wes Craven
Sinopse: A Hora do Pesadelo é um filme de terror e fantasia e primeiro de uma profícua série. Situado na cidade fictícia de Springwood, Ohio, mais especificamente na rua Elm.

OS GIGANTES

King Kong (King Kong)
(1933, EUA, P&B, 94min, Livre)
Diretores: Merian C. Cooper e Ernest B. Schoedsack
Sinopse: Uma expedição a uma ilha desconhecida e inexplorada, revela surpresas.

Godzilla (Godzilla)
(1954, Japão, P&B, 96min, 12 anos)
Diretor: Ishiro Honda
Sinopse: Japão em pânico depois que vários navios explodem e são afundados. No início, as autoridades pensam ser alguma atividade vulcânica submarina.

Tubarão (Jaws)
(1975, EUA, Cor, 124min, 14 anos)
Diretor: Steven Spielberg
Sinopse: O novo chefe de polícia de Amity, uma cidade resort em Massachusetts, é chamado até a praia, onde o corpo mutilado de uma jovem é encontrado.

O Hospedeiro (Gwoemul – The Host)
(2006, Corea do Sul, Cor, 110min, 14 anos)
Diretor:  Bong Joon-ho
Sinopse: Resultado de malfadadas experiências nas águas do Rio Han, uma criatura gigante emerge do rio e parte para cima das pessoas. Mas a criatura não é apenas um perigo direto.

Cloverfield – monstro (Cloverfield)
(2008, EUA, Cor, 90min, 14 anos)
Diretor:  Matt Reeves
Sinopse: Acompanhe cinco nova-iorquinos a partir da perspectiva de uma câmera de vídeo portátil. O filme ainda mostra pedaços de vídeo previamente gravados.

OS ALIENÍGENAS

Alien – O 8º Passageiro (Alien)
(1979, EUA, Cor, 115min, 14 anos)
Diretor: Ridley Scott
Sinopse: A nave Nostromo cruza o espaço até um planeta desconhecido, onde algo misterioso está ocorrendo. Após investigar fatos estranhos sua tripulação retorna à bordo, contudo há alguém a mais com eles.

O Enigma de Outro Mundo (The Thing)
(1983, EUA, Cor, 109min, 16 anos)
Diretor: John Carpenter
Sinopse: Algo estranho está ocorrendo na Antártida, nosso continente gelado. Terrível demais para ser descrito em palavras, um monstro mata indistintamente quaisquer seres vivos que dele se aproximem.

MONSTROS & CRIANÇAS

A Festa do Monstro Maluco (Mad Monster Party)
(1967, EUA, Cor, 95min, Livre)
Diretor: Jules Bass
Sinopse: Cult comédia musical em stop motion, produzida pela Rankin/ Bass Productions. O barão Boris von Frankenstein (dublado no original por Boris Karloff) promove uma grande festa.

Gremlins (Gremlins)
(1984, EUA, Cor, 102min, Livre)
Diretor: Joe Dante
Sinopse: Um inventor fracassado visita Chinatown em busca de um presente de natal para seu filho. E numa espécie de antiquário, ele encontra uma criatura peluda e fofinha de nome Mogwai.

Monstros S.A (Monsters Inc.)
(2001, EUA, Cor, 92min, Livre)
Diretor: Pete Docter
Sinopse: Uma cidade só de monstros, sem humanos chamada Monstropolis. Tudo corria na mais perfeita paz, até que um pequeno ciclope verde descobre o que acontece quando o mundo real interage com a dimensão deles.

Onde Vivem os Monstros (Where Wild Things Are)
(2009, EUA, Cor, 101min, 10 anos)
Diretor: Spike Jonze
Sinopse: Um jovem tem uma imaginação ativa, e costuma não aceitar qualquer contrariedade. Após um incidente com a irmã e por achar que sua mãe presta mais atenção no namorado, ele foge de casa.

Frankenweenie (Frankenweenie)
(2012, EUA, P&B, 87 min, 10 anos)
Diretor: Tim Burton
Sinopse: Victor adora fazer filmes caseiros de terror, quase sempre estrelados por seu cachorro Sparky. Quando o cão morre atropelado, Victor fica triste e inconformado.

MONSTROS BRASILEIROS

À Meia Noite Levarei Sua Alma
(1964, Brasil, P&B, 81min, 16 anos)
Diretor: José Mojica Marins
Sinopse: Numa pequena cidade, o covarde coveiro Zé do Caixão é temido pelos habitantes locais. Ele vive com uma esposa estéril e obcecado por ter um filho, assedia a noiva de um amigo.

Mar Negro
(2014, Brasil, Cor, 92min, 18 anos)
Diretor: Rodrigo Aragão
Sinopse: Uma mancha negra atinge o litoral de um pequeno vilarejo no Brasil e traz uma estranha doença que transforma os animais marinhos em predadores assassinos.

REVERENCIANDO OS MONSTROS

O Jovem Frankenstein (Young Frankenstein)
(1974, EUA, P&B, 105min, 10 anos)
Diretor: Mel Brooks
Sinopse: Obra-prima de Mel Brooks. Um jovem neurocirurgião herda o castelo de seu avô, o famoso Dr. Victor von Frankenstein (ou quase isso). No castelo ele encontra um corcunda engraçado chamado Igor.

A Pequena Loja dos Horrores (Little Shop of Horrors)
(1986, EUA, Cor, 94min, 14 anos)
Diretor: Frank Oz
Sinopse: Um órfão nerd de nome Seymour, trabalha numa loja de flores na área urbana de Skid Row em Los Angeles. Ele tem uma quedinha pela colega de trabalho Audrey e é vigiado de perto pelo patrão.

Deuses e Monstros (Gods and Monsters)
(1998, EUA/Reino Unido, Cor e P&B, 105min, 14 anos)
Diretor: Bil Condon
Sinopse: Os últimos dias na vida do ator e diretor James Whale. Após sofrer uma série de derrames e atormentado por lembranças do passado, suas relações promíscuas e um de seus maiores sucessos no cinema.

Sexta-feira 13 (Friday the 13th)
(2009, EUA, Cor, 97min, 18 anos)
Diretor: Marcus Nispel
Sinopse: Recriação do clássico de terror. Grupo de jovens vasculha Cristal Lake, em busca de uma moça desaparecida. Mal sabem eles que o mal está presente por lá, na figura de um assassino imortal: o terrível Jason Voorhees.

Círculo de Fogo (Pacific Rim)
(2013, EUA, Cor, 132min, 12 anos)
Diretor: Guillermo del Toro
Sinopse: Drama de ação ambientado num futuro distante, quando a Terra está em guerra com os Kaiju, monstros marinhos colossais que emergiram de um portal interdimensional no fundo do Oceano Pacífico.

A Forma da Água (The Shape of Water)
(2017, EUA, Cor, 121min, 16 anos)
Diretor: Guillermo del Toro
Fábula sobrenatural com pano de fundo da época da Guerra Fria. Estados Unidos, ali por volta de 1962. No laboratório oculto de alta segurança do governo, experiências bizarras são realizadas.  

Programação Brasília

12 de julho – Quinta-feira

16h30 - Drácula (1931, 74min), de Tod Browning – 12 anos

18h30 – A múmia (1932, 73min), de Karl Freund – 12 anos

20h30 – O golem, como ele veio ao mundo (1920, 68min), de Paul Wegener e Carl Boese – 14 anos

13 de julho – Sexta-feira

16h30 - O homem invisível (1933, 72min), de James Whale – 12 anos

18h30 - O médico e o monstro (1931, 98min), de Rouben Mamoulian – 16 anos

20h30 - Sexta-feira 13 (2009, 97min), de Marcus Nispel – 18 anos

14 de julho - Sábado

16h30 - Frankenweenie (2012, 87min), de Tim Burton – 10 anos

18h30 - Frankenstein (1931, 70min), de James Whale – 12 anos

20h30 - A noiva de Frankenstein (1935, 75min), de James Whale - Livre

17 de julho – Terça-feira

18h30 - A pequena loja dos horrores (1986, 94min), de Frank Oz – 14 anos

20h30 - A pequena loja dos horrores (1960, 72min), de Roger Corman – 14 anos

18 de julho – Quarta-feira

16h30 - Mar negro (2014, 92min), de Rodrigo Aragão – 18 anos

18h30 - O lobisomem (1941, 70min), de George Waggner – 12 anos

20h30 - Um lobisomem americano em Londres (1983, 97min), de John Landis – 18 anos

19 de julho – Quinta-feira

14h30 - Gremlins (1984, 102min), de Joe Dante – Livre SESSÃO COM AUDIO DESCRIÇÃO

16h30 - King Kong (1933, 94min), Merian Caldwell Cooper e Ernest B. Schoedsack - Livre

18h30 - Cloverfield – monstro (2008, 90min), de Matt Reeves – 14 anos

20h30 - Godzilla (1954, 96min), de Ishirô Honda – 12 anos

20 de julho – Sexta-feira

16h30 - A mosca (1986, 96min), de David Cronenberg – 14 anos

18h30 - O monstro da lagoa negra (1954, 79min), de Jack Arnold - Livre

20h - Debate CINEMA & MONSTROS: UMA HISTÓRIA DE AMOR, com o curador Breno Lira Gomes, a pesquisadora Rita Ribeiro e o crítico Tiago Belotti, do canal Meus 2 Centavos - Livre

21 de julho - Sábado

10h – Masterclass: Da natureza dos monstros: o fascínio do gênero horror no cinema – 18 anos

16h30 - A festa do monstro maluco (1967, 95min), de Jules Bass - Livre

18h30 - A múmia (1932, 73min), de Karl Freund – 12 anos

20h30 - A lenda do cavaleiro sem cabeça (1999, 105min), de Tim Burton – 18 anos

22 de julho - Domingo

10h30 – Sessão BB Azul de Cinema: Monstros S.A (2001, 92min), de Pete Docter - Livre

14h30 - Sessão BB Azul de Cinema: Monstros S.A (2001, 92min), de Pete Docter - Livre

16h30 - Drácula (1931, 74min), de Tod Browning – 12 anos

18h – Drácula – O vampiro da noite (1958, 82min), de Terence Fisher – 16 anos

20h – Drácula de Bram Stocker (1992, 127min), de Francis Ford Coppola – 14 anos

24 de julho – Terça-feira

16h30 – A hora do pesadelo (1986, 92min), de Wes Craven – 18 anos   

18h30 – A meia noite levarei sua alma (1964, 81min), de José Mojica Marins – 16 anos

20h30 – Mar negro (2014, 92min), de Rodrigo Aragão – 18 anos

25 de julho – Quarta-feira

16h – A forma da água (2017, 121min), de Guillermo del Toro – 16 anos SESSÃO COM LEGENDA DESCRITIVA

18h30 - Monstros (Freaks) (1932, 63min), de Tod Browning – 16 anos

19h40 – Debate DE ONDE NASCEM OS MONSTROS? Com o curador Breno Lira Gomes, a pesquisadora Julia Maass e o crítico e pesquisador Sergio Moriconi - Livre

26 de julho – Quinta-feira

16h - A mosca (1986, 96min), de David Cronenberg – 14 anos

18h – O enigma de outro mundo (1983, 109min), de John Carpenter – 16 anos

20h30 - Alien – O 8º passageiro (1979, 115min), de Ridley Scott – 14 anos

27 de julho – Sexta-feira

16h30 - Cloverfield – monstro (2008, 90min), de Matt Reeves – 14 anos

18h30 – King Kong (1933, 94min), Merian Caldwell Cooper e Ernest B. Schoedsack - Livre

20h30 - Tubarão (1975, 124min), Steven Spielberg – 14 anos

28 de julho - Sábado

14h – Oficina de Maquiagem e Caracterização – 14 anos

16h30 - Monstros S.A (2001, 92min), de Pete Docter - Livre

18h30 - Frankenstein (1931, 70min), de James Whale – 12 anos

20h30 - O jovem Frankenstein (1974, 105min), de Mel Brooks – 10 anos

29 de julho - Domingo

14h – Oficina de Maquiagem e Caracterização – 14 anos

16h30 – Onde vivem os monstros (2009, 101min), de Spike Jonze – 10 anos

18h30 - A noiva de Frankenstein (1935, 75min), de James Whale - Livre

20h30 - Deuses e monstros (1998, 105min), de Bil Condon – 14 anos

31 de julho – Terça-feira

18h30 - A pequena loja dos horrores (1986, 94min), de Frank Oz – 14 anos

20h30 - Drácula – O vampiro da noite (1958, 82min), de Terence Fisher – 16 anos

01 de agosto – Quarta-feira

15h - Círculo de fogo (2013, 132min), de Guillermo del Toro – 12 anos

18h - O hospedeiro (2007, 110min), de Bong Joon-ho – 14 anos

20h30 - O enigma de outro mundo (1983, 109min), de John Carpenter – 16 anos

02 de agosto – Quinta-feira

15h30 - Um lobisomem americano em Londres (1983, 97min), de John Landis – 18 anos

17h30 - Alien – O 8º passageiro (1979, 115min), de Ridley Scott – 14 anos

20h30 - A hora do pesadelo (1986, 92min), de Wes Craven – 18 anos   

03 de agosto – Sexta-feira

16h - Drácula de Bram Stocker (1992, 127min), de Francis Ford Coppola – 14 anos SESSÃO COM INTÉRPRETE DE LIBRAS

18h30 - O monstro da lagoa negra (1954, 79min), de Jack Arnold - Livre

20h30 - A forma da água (2017, 121min), de Guillermo del Toro – 16 anos

05 de agosto - Domingo

16h30 - O lobisomem (1941, 70min), de George Waggner – 12 anos

18h30 - O fantasma da ópera (1943, 93min), de Arthur Lubin – 14 anos

20h30 - O vingador tóxico (1984, 82min), de Lloyd Kaufman e Michael Herz – 18 anos

07 de agosto – Terça-feira

18h30 – Onde vivem os monstros (2009, 101min), de Spike Jonze – 10 anos

20h30 - Gremlins (1984, 102min), de Joe Dante - Livre


Sobre o Curador

A curadoria da mostra MONSTROS NO CINEMA está a cargo de Breno Lira Gomes. Jornalista e produtor cultural mineiro, residente no Rio de Janeiro, com passagens pelo curso de cinema da Universidade Estácio de Sá, pela Pipa Produções, pelo Ponto Cine e pela Mostra Geração do Festival do Rio. É curador dos festivais Curta Cabo Frio e Maranhão na Tela desde 2007. Assinou a curadoria e coordenação geral das mostras El Deseo - O apaixonante cinema de Pedro Almodóvar; Cacá Diegues - Cineasta do Brasil; Simplesmente Nelson; A luz (imagem) de Walter Carvalho; O maior ator do Brasil – 100 anos de Grande Othelo; e Pérola Negra: Ruth de Souza. Foi curador e produtor executivo do projeto É Massa! 1ª Mostra do Cinema de Pernambuco. É produtor executivo da mostra Os Melhores Filmes do Ano da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro (ACCRJ) desde 2010. Foi produtor executivo das mostras Irmãos Coen – Duas mentes brilhantes; Filmes à mesa; Dario Argento e seu mundo de horror; James Dean – Eternamente jovem; Claudio Pazienza, o encontro que nos move; Neville d’Almeida – Cronista da beleza e do caos; Cine Doc Fr – Mostra de Cinema Documentário Francês Contemporâneo; Carlos Reichenbach – O cinema de autor brasileiro; George A. Romero – A crônica social dos mortos-vivos; O Cinema de Murilo Salles – O Brasil em cada plano; Cine Uruguai; Luís Buñuel – Vida e obra e do curso Questão de Crítica. Coordenou a produção do Curso de Crítica Cinematográfica com Mario Abbade e das mostras John Waters – O papa do trash; Jornada nas Estrelas: Brasil – A fronteira final; David Lynch – O lado sombrio da alma e a 1ª Mostra Cine Literário. Fez a direção de produção do 18º Festival Brasileiro de Cinema Universitário. Foi pesquisador do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, realizado anualmente pela Academia Brasileira de Cinema, entre 2012 e 2016.

Sobre os Debatedores

Rita Ribeiro – participante do debate Cinema & Monstros: Uma história de amor e professora da masterclass Da natureza dos monstros: o fascínio do gênero horror no cinema

Rita Ribeiro é mestre em Comunicação Social, Doutora em Geografia, professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Design da Universidade do Estado de Minas Gerais. Líder do Grupo de Pesquisa Design E Representações Sociais, tem como principal foco em seu trabalho as interações entre o design e os processos culturais.

Tiago Belotti – participante do debate Cinema & Monstros: Uma história de amor

Tiago Belotti é diretor e crítico de cinema. Em 2008 dirigiu "A Capital dos Mortos", que se tornou uma referência para futuras produções de baixo orçamento no gênero. Em 2013, criou o canal Meus 2 Centavos no YouTube, dedicado à crítica cinematográfica. Em 2015, finalizou o seu segundo longa-metragem: "A Capital dos Mortos 2: Mundo Morto". Tiago também é comentarista da Rádio CBN, apresentando o quadro Sessão de Cinema, de segunda a sexta, às 16h32.

Julia Maass – participante do debate De Onde Nascem os Monstros?

Julia Maass possui graduação em Comunicação Social - Audiovisual pela Universidade de Brasília (2013) e Mestrado em Cinema e Audiovisual pela Universidade Paris I, Panthéon-Sorbonne revalidado pela Universidade Federal Fluminense como Mestrado em Comunicação Social (2014). Trabalhou como diretora de imagem na Empresa Brasil de Comunicação (2012) e como fotógrafa, cinegrafista e editora de vídeo na Assessoria de Comunicação da Vice-presidência da República. Atualmente é professora no Centro Universitário de Brasília e no Instituto de Educação Superior de Brasília, lecionando as disciplinas de História da Arte, Estética e Comunicação de Massa, Produção de Cinema e TV e Direção de Arte para Cinema. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Direção de Arte e Análise Estética de Cinema.

Sergio Moriconi – participante do debate De Onde Nascem os Monstros?

Jornalista, cineasta e professor de cinema, formado pela Universidade de Brasília, Sérgio Moriconi milita há mais de 25 anos no cinema de Brasília. Organizou e fez a curadoria da mostra Vladimir 70, que celebrou os 70 anos do documentarista Vladimir Carvalho. O evento foi realizado no Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília e Rio de Janeiro. Sob sua curadoria, tem realizado inúmeras mostras de cinema em Brasília, em espaços como o Conjunto Cultural da Caixa Econômica, Cinelcube da Casa Thomas Jefferson e Centro Cultural Banco do Brasil. É o responsável pela programação do Cine Brasília.

Thiago Sabino – professor da Oficina de Caracterização e Maquiagem

Thiago Sabino é artista visual, fotógrafo e professor universitário de maquiagem e efeitos especiais, fotografia e encenação em cursos de Cinema, Teatro, Jornalismo e Fotografia no IESB e no UniCEUB, em Brasília. Trabalhou, também, na agência de notícias EFE, em Madri (quarta maior agência do mundo, primeira em idioma espanhol). Já apresentou trabalhos fotográficos e artigos sobre fotografia em âmbitos nacional e internacional.

SERVIÇO

MONSTROS NO CINEMA


Data: 12 de julho a 07 de agosto
Local: Centro Cultural Banco do Brasil Brasília
SCES, Trecho 02, lote 22
CEP: 70200-002 | Brasília (DF)
Tel.: (61) 3108-7600

Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 21h
Horários de Exibição: verifique a programação
Ingressos: as sessões serão gratuitas
Inscrição para Oficina da maquiagem: enviar nome, RG e telefone para o endereço monstrosnocinema@gmail.com 

Vagas limitadas.
Classificação indicativa: ver programação